JUSTIÇA OGANIZACIONAL, IMPACTOS NO BURNOUT E O COMPROMETIMENTO DOS TRABALHADORES

Gustavo de Oliveira Almeida, Angela Maria Monteiro da Silva

Resumo


O impacto das dimensões de justiça organizacional (distributiva, processual, interpessoal e
informacional) no burnout e no comprometimento organizacional foi o objeto de investigação da
presente pesquisa, que contou com a participação de duzentos e onze trabalhadores que responderam
um questionário sócio-demográfico, o inventário de burnout de Maslach, a escala  de percepção de
justiça e escalas de comprometimento organizacional. A justiça organizacional esteve correlacionada,
positivamente, com o comprometimento e negativamente com o burnout. A análise de regressão
múltipla confirmou os achados: a interpessoal e  a processual explicaram 25,7% da variância do
burnout, enquanto as dimensões distributiva e informacional foram dimensões significativas para
explicar a variação no comprometimento organizacional e afetivo (r²=0,20). Os resultados indicam
que, quando existe a percepção de um ambiente de trabalho justo, os indivíduos tendem a responder
com maior comprometimento e menor burnout, beneficiando igualmente o indivíduo e a organização.
São discutidas as implicações práticas e teóricas dos achados, incluindo as interelações entre as
variáveis, efeitos moderadores e sugestões para adequações nos processos e práticas organizacionais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................