A INSTRUMENTALIZAÇÃO DO TERCEIRO SETOR

Sandra Regina da Rocha-Pinto, Hélio Arthur Irigaray

Resumo


Na maior  favela  carioca,  a  Rocinha,  algumas mulheres  estruturaram  a  Cooperativa  de  Trabalho Artesanal e de Costura da Rocinha Ltda. - COOPA-ROCA. O objetivo desta pesquisa foi responder à seguinte  questão:  ao  se  organizarem  como  uma  cooperativa  popular,  as mulheres  da  Rocinha inventaram um modelo de organização do trabalho genuinamente novo ou apenas reproduziram os modelos  já  existentes  no  mercado?  O  procedimento  metodológico  respeitou  os  princípios  da grounded  theory.  No  processo  de  análise,  cinco  categorias  emergiram:  motivação  para  a associação; senso de cooperativismo; processo de tomada de decisão; modelo de organização de trabalho  e;  sentido  de  ser  artesã.  Essas  categorias  convergiram  para  uma  categoria  central: Instrumentalização  do  Terceiro  Setor.  A  partir  dessa  constatação,  formularam-se  as  seguintes proposições: a) na medida em que se encontra  inserido em uma organização em rede, o espírito artesanal  em  seu  sentido  original  se modifica  em  face  às  pressões  da  demanda  dos  detentores modo de produção; b) o contexto sócio-econômico determina o modelo de organização do trabalho da cooperativa. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................