Casos de terceirização e a influência sobre o contrato psicológico de profissionais de TI

Ana Luiza Szuchmacher Verissimo Lopes, José Roberto Gomes da Silva

Resumo


O crescimento da terceirização tornou-se uma das características mais marcantes das relações de trabalho  nas  últimas  décadas.  Entre  os  trabalhadores  mais  qualificados,  a  categoria  dos profissionais  de  Tecnologia  da  Informação  –  TI  –  foi,  talvez,  uma  das mais  afetadas  por  esta prática, uma vez que muitas organizações passaram a considerar as atividades destes profissionais como  não  pertencentes  ao  seu  core  business.  Uma  das  modalidades  de  terceirização  mais popularizadas em TI é aquela em que os trabalhadores são contratados por meio de uma empresa prestadora  de  serviços,  mas  atuam  fisicamente  localizados  nas  instalações  da  empresa contratante.  Sob  a  ótica  dos  indivíduos,  torna-se  relevante  entender,  então,  como  eles compreendem  a  relação  dupla  de  trabalho  que  se  constitui  em  tais  situações. O presente artigo aborda esta questão, investigando como essa dupla relação influencia o contrato psicológico desses profissionais.  O  artigo  focaliza  três  casos  de  terceirização,  utilizando-se  de  entrevistas  com profissionais  subcontratados  e  gestores  de  seus  contratos.  As  conclusões  obtidas  por  meio  da análise dos casos possibilitaram a proposição de um quadro conceitual representativo da dinâmica de  formação  e manutenção  dos  contratos  psicológicos  dos  indivíduos  que  atuam  neste  tipo  de modalidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................