A Teoria sobre Aprendizagem Informal e suas implicações nas organizações

Leonardo Flach, Claudia Simone Antonello

Resumo


Os processos formais de aprendizagem desempenham importante papel na aprendizagem dos
indivíduos e habitualmente são associados a treinamentos, escolas, cursos, entre outros. No
entanto, neste artigo destaca-se a necessidade de observação dos aspectos informais que
permeiam a aprendizagem nas organizações, inclusive nos processos formais de aprendizagem.
Quer dizer, a partir do momento em que os indivíduos, em seu dia-a-dia de trabalho, executam
tarefas, realizam asserções, resolvem problemas e cooperam com os companheiros, estariam
passando por um processo de aprendizagem informal, a partir da interação entre o indivíduo e o
contexto. Esta forma de aprendizagem, por sua vez,  é baseada em um contexto com regras,
valores, atitudes, expectativas, artefatos, entre outros elementos sócio-culturais. Assim, este
ensaio teórico tem por objetivo explorar as contribuições da literatura sobre a aprendizagem
informal nas organizações. São destacados conceitos como comunidades de prática, participação
periférica legitimada, aprendizagem situada. Por fim, são sugeridas algumas contribuições e
elementos para a análise dos processos formais e informais de aprendizagem nas organizações.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................