O IMPACTO DO EFEITO REFLEXO SOBRE INVESTIDORES EXPERIENTES E INEXPERIENTES EM DECISÕES DE INVESTIMENTOS SOB RISCO

Donizete Reina, Patrícia Nunes, Jurandir Sell Macedo Júnior, Diane Rossi Maximiano Reina, Anderson Dorow

Resumo


A Moderna Teoria de Finanças adota os pressupostos da racionalidade ampla, descritos na Teoria da Utilidade Esperada (TUE), em que o investidor é avesso ao risco e procura maximizar seu bem estar de maneira racional. Assim este estudo objetiva investigar o impacto do efeito reflexo sobre investidores experientes e inexperientes em decisões de investimentos sob risco no mercado financeiro. O presente trabalho é descritivo envolvendo a tomada de decisão sob risco, com enfoque sobre o efeito reflexo. A pesquisa é qualitativa-quantitativa, os dados são de fonte primária, obtidos por meio da aplicação de 500 questionários junto aAssociação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (APIMEC).Os resultados desse estudo apresentam indícios de que os investidores inexperientes são mais afetados pelo efeito reflexo se comparados aos experientes em decisões de investimentos sob risco. Os investidores apresentaram menos episódios de racionalidade limitada à medida que tomam mais decisões que se harmonizam com o comportamento do agente econômico defendido pela Teoria da Utilidade Esperada (TUE). Conclui-se com o estudo que tanto oinvestidor experiente como o inexperiente nem sempre se mantêm racionais em decisões de investimento sob risco.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................