MUDANÇA ORGANIZACIONAL NA PERSPECTIVA SUBJETIVA DO FUNCIONÁRIO: IMPLICAÇÕES NA SUSTENTAÇÃO E RECONSTRUÇÃO DE SUA IDENTIDADE - Organizational Change in The Subjective Perspective of The Employee: Implications In His Identity Sustentation and Reconstruction

Airton Luiz Backes

Resumo


A discussão desenvolvida neste artigo, a partir de uma pesquisa descritivo-qualitativa, trata da vivência subjetiva do funcionário em uma empresa em importantes processos de mudanças organizacionais. As transformações ocorridas na economia mundial na atualidade têm impingido às empresas necessidades constantes de adaptações das mais diversas ordens, que, por conseqüência, acarretam significativas alterações no mundo do trabalho e se refletem na estrutura psíquica do trabalhador. Assim, o escopo da pesquisa está em verificar como a vivência subjetiva das mudanças organizacionais contagia o imaginário e a sustentação e reconstrução da identidade do funcionário inserido na empresa em questão. No plano teórico, o artigo apresenta aspectos relacionados ao simbólico na relação de trabalho, ao imaginário, à identidade e crise de identidade e a imaginário e ideologia na construção da identidade. Conclui-se que a vivência subjetiva das mudanças ocorridas na empresa implicou na desestabilização da identidade do funcionário, por meio do comprometimento do ambiente amistoso, da metaforização do ser humano como fruto do imaginário, do aumento da competitividade e do individualismo e da busca por qualificação profissional em razão da assimilação de uma nova ideologia.

Texto completo:

PDF 485-499

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................