IDENTIDADE E ESTUDOS ORGANIZACIONAIS: EM DIREÇÃO A UM NOVO PARADIGMA ? - Identity and Organizational Studies: towards a New Paradigm ?

Fernando Ramalho Martins

Resumo


Neste artigo daremos seqüência ao movimento iniciado por Caldas e Wood Jr. (1997), qual seja: revisitar o conceito de identidade, a fim de contribuir para um melhor entendimento de sua complexidade na análise organizacional. Ao longo dos últimos anos, a temática identidade, dentro dos estudos organizacionais, tomou corpo sobretudo a partir dos pressupostos desenvolvidos por Albert e Wheten (1985), segundo os quais a identidade está relacionada àquilo que é percebido pelos membros da organização em termos do que é central, distintivo e duradouro. Todavia, um novo paradigma parece estar se consolidando no âmbito das ciências humanas. Apresentamos, assim, uma síntese sobre como esse conceito vem sendo discutido na Psicologia Social e nos Estudos Culturais. Para ambas perspectivas os pressupostos de centralidade e durabilidade são colocados em questão, na medida em que a identidade é vista como sendo fragmentada e/ou dinâmica. Além disso, mostraremos como um novo paradigma, o qual também coloca em questão alguns dos pressupostos tradicionais, está se formando dentro dos Estudos Organizacionais, sobretudo no âmbito internacional. As idéias emergentes denotam afinidades com aquelas identificadas na Psicologia Social e nos Estudos Culturais. A partir dessa discussão apresentamos algumas das possíveis questões que emergem junto ao novo paradigma no campo das organizações.


Texto completo:

pp. 62-82 PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................