O PODER, A ANALÍTICA FOUCAULTIANA E POSSÍVEIS (DES)CAMINHOS: UMA REFLEXÃO SOBRE AS RELAÇÕES DE PODER EM ORGANIZAÇÕES FAMILIARES - Foucalt, Family Business and the Analytics of Power: a Reflection on Power Relations

Rafael Diogo Pereira, Janete Lara de Oliveira, Alexandre de Pádua Carrieri

Resumo


Apesar de sua abrangência e relevância, a temática do poder tem sido trabalhada de maneira difusa, ou ainda, tratada como um elemento marginal a outros temas tradicionais na Administração. Neste sentido, o objetivo deste ensaio é lançar luz sobre alguns elementos centrais da analítica do poder de Michel Foucault e suas possíveis contribuições para se analisar as práticas organizacionais presentes em empresas familiares. Inicialmente, as relações de poder são discutidas com base na concepção foucaultiana, delineando as ideias centrais desse filósofo com o intuito de construir uma alternativa à ortodoxia representada pela concepção funcionalista. Na sequência, delineia-se sucintamente a trajetória sobre as pesquisas sobre organizações familiares no Brasil, destacando-se a ênfase funcionalista que abrange a área e suas principais implicações epistemológicas. Por fim, são apresentadas algumas reflexões e implicações sobre a possibilidade de se utilizar a abordagem foucaultiana para se estudar as práticas presentes em organizações familiares. Em suma, chama-se a atenção para a necessidade de se abandonar este quadro teórico hegemônico para que se possa refletir sem as amarras paradigmáticas tradicionais.

Texto completo:

pp. 623-652 PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................