SIGNIFICADOS ASSOCIADOS À INTERNET DAS COISAS NO BRASIL À LUZ DA CONSTRUÇÃO SOCIAL DA TECNOLOGIA - Meanings Associated Internet of Things in Brazil in The Light of Social Construction Technology

Angela Cristina Rocha de Souza, Maria Iraê de Souza Corrêa, Ionete Cavalcanti de Moraes, Laura Maria Abdon Fernandes, Julieny Amorim Ferreira da Silva

Resumo


A Internet das Coisas (IdC) atrai cada vez mais atenção por permitir às coisas se conectarem entre si sem a necessidade de interferência humana. Ao mesmo tempo, surgem questões relativas à segurança dos dados e também ao modo como as organizações estabelecerão estes novos serviços. A fim de analisar a flexibilidade interpretativa dos grupos sociais relevantes relacionados ao desenvolvimento da Internet das Coisas no Brasil, identificamos esses grupos e os significados por eles associados à IdC. Para isso, utilizamos a teoria da construção social da tecnologia. Esta teoria parte da premissa de que a formação e o estabelecimento de um artefato tecnológico se dão por meio da influência humana, seja por indivíduos ou por grupos sociais que interagem dentro de determinada estrutura tecnológica, e que atribuem significados e usos ao novo artefato. Este estudo foi realizado por meio de uma pesquisa exploratória descritiva, de caráter qualitativo. Para a formação do corpus foram coletadas 37 notícias na internet, com a ferramenta Alertas do Google; foram realizadas quatro entrevistas semiestruturadas com especialistas e empresário que atuam com IdC. Os grupos sociais relevantes observados podem ser divididos em três: os desenvolvedores, os usuários e os grupos que apareceram em menor proporção, como o governo e a academia. Dentre os significados associados à IdC, notamos a ideia do artefato como oportunidade ou ameaça para as empresas, propiciando a possibilidade de inovação e o surgimento de novos negócios, como fator estratégico para as empresas, conferindo vantagem competitiva para elas, ou como um artefato que ainda não tem o seu significado definido.

Texto completo:

PDF 254-263

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................