COMPLEXITY WITHIN SOFTWARE DEVELOPMENT PROJECTS: AN EXPLORATORY OVERVIEW - Complexidade em Projetos de Desenvolvimento de Software: Uma Visão Geral Exploratória

Allan R. S. Araujo, Hermano Perrelli de Moura, César França

Resumo


Atualmente, os índices de insucesso em projetos de software são alarmantes. Estudos mostram que apenas cerca de 35% dos projetos podem ser considerados como sucesso. Ao mesmo tempo, há uma percepção que os projetos têm se tornado gradativamente mais complexos, o que torna ainda mais desafiador obter sucesso em projetos desta natureza (complexidade). Pessoas, em geral, não entendem apropriadamente o fenômeno da complexidade além do senso comum de que pode ser algo difícil de alcançar ou resolver. Logo, visando a se tornarem aptas a lidar com a complexidade, pessoas precisam – de antemão – entender apropriadamente o que significa. Portanto, este estudo argumenta que ambos – praticantes e pesquisadores – devem conhecer teorias, conceitos e definições para identificar e refletir a respeito da complexidade para que sejam capazes de tomar decisões nestes ambientes. Além disso, é importante e útil conhecer modelos e abordagens que possam ajudar pessoas a gerenciarem projetos complexos e navegarem por situações complexas. De fato, esta pesquisa se trata de uma extensiva revisão bibliográfica exploratória (ad hoc) baseada em trabalhos encontradas em mecanismos de busca (da academia e da indústria) considerando o período de 1990 a 2015. Depois, foi necessário identificar e selecionar os trabalhos mais alinhados a este estudo através da leitura e categorização dos mesmos. Os resultados foram inclusivos (não excludentes) mostrando que as definições de complexidade e de projetos complexos podem ser combinadas. Adicionalmente, foram encontrados alguns modelos e abordagem para sustentar participantes de projetos complexos. As maiores limitações deste trabalho se encontram na falta de uma abordagem sistemática para realização da revisão bibliográfica (ex. Revisão Sistemática ou Mapeamento Sistemático); e na falta de evidências empíricas (Estudos de Caso, Grupo Focal, Enquetes) obtidas através de projetos reais para fortalecer a confiabilidade e robustez do estudo. Estas limitações abrem um vasto conjunto de possibilidades para trabalhos futuros tanto na academia quanto na indústria.


Texto completo:

PDF 445-455

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................