PERCEPÇÕES DE TUTORES SOBRE O ASSÉDIO SEXUAL SOFRIDO POR JOVENS TRABALHADORES NAS ORGANIZAÇÕES - Perceptions Of Tutors About Sexual Harassment Suffered By Young Workers In Organizations

Alice de Freitas Oleto, José Vitor Palhares, Kely César Martins de Paiva, Letícia Rocha Guimarães

Resumo


Os estudos sobre assédio sexual nas organizações ainda são poucos explorados na área da Administração e carecem de problematização quanto ao consentimento, submissão e liberdade dos indivíduos. Assim, o objetivo deste artigo é analisar como são percebidas situações de assédio sexual vivenciadas por jovens trabalhadores sob a perspectiva dos profissionais da Associação Alfa que os assistem e contribuem para sua inclusão no mundo do trabalho. Para tanto, realizou-se um estudo de caso, de natureza exploratória e abordagem qualitativa. A coleta de dados se deu por meio de entrevistas com roteiro semiestruturado com 21 profissionais da Associação, cujos dados foram submetidos à análise de conteúdo. Inicialmente, tentou-se entrevistar os jovens trabalhadores, mas a Associação negou terminantemente qualquer contato com eles. Percebeu-se que os jovens que sofreram assédio sexual são predominantemente do gênero feminino e que a situação vivida traz consequências de natureza pessoal e profissional. Esse tratamento foi percebido como necessário para a desmistificação do tema, assim como para uma compreensão mais clara e desnaturalizada dessa prática nas relações de trabalho, evitando-se a culpabilização da vítima e a banalização da agressão, de modo que experiências dessa natureza não comprometam a desses futuros profissionais.

http://dx.doi.org/10.21714/1679-18272018v16n1.p43-56


Texto completo:

PDF 43-56

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




..................................................................................................................................................................................................................................................................................