MULTIMODALIDADE EM CHARGES JORNALÍSTICAS DO MEIO DIGITAL: ASPECTOS SOCIOCOGNITIVOS DA CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS

Jaqueline Barreto Lé, Sílvia Letícia da Silva Santana

Resumo


Este artigo objetiva analisar como os recursos multimodais interferem na leitura e construção dos sentidos, caracterizando o contexto sociocognitivo envolvido no processamento textual. Para tanto, foram analisadas 30 charges do jornal digital Folha de São Paulo, verificando as etapas de ativação dos objetos de discurso a partir do signo visual proposto por Kress e Van Leeuwen (2006).


Palavras-chave


Multimodalidade. Leitura. Signo visual.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. In: _____Estética da Criação Verbal. 6

ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011, p. 261-306.

BENTES, Anna Christina; RAMOS, Paulo; ALVES FILHO, Francisco. Enfrentando os

desafios do texto. In: _____BENTES, Anna Christina; LEITE, Marli Quadros (Orgs).

Linguística de texto e análise da conversação: panorama das pesquisas no

Brasil. São Paulo: Cortez, 2010, p. 389-424.

CAVALCANTE, Maria Clara Castanho. Multimodalidade e Argumentação na

Charge. 2008. 102 fl. Dissertação (mestrado). Centro de Artes e Comunicação.

Programa de Pós-Graduação em Letras. Universidade Federal de Pernambuco.

Recife, 2008.

DIONISIO, Angela Paiva. Gêneros textuais e multimodalidade. In: _____

KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECKZA, Beatriz; BRITO, Karim Siebeneicher.

Gêneros textuais: reflexões e ensino. 4. ed. São Paulo: Parábola, 2011, p. 137-151.

HEINE, Lícia Bahia; SOUZA, Iracema Luíza de; SALES, Myrian Conceição Crusoé

Rocha. O texto em discussão: reflexões sobre uma nova fase na Linguística Textual.

In: _____ HEINE, Lícia Bahia (et al) (Org.). Inquietações do texto e do discurso:

Interpelações, debates e embates. Salvador: EDUFBA, 2018, p. 15-32.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e Compreender: os sentidos do

texto. 3ª ed. 8ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2013.

KRESS, Gunther. Multimodality: a social semiotic approach to contemporary

communication. New York, Routledge, 2010.

KRESS; Gunther; VAN LEEUWEN, Theodore. Reading images: the Grammar of

Visual Design. 2 ed. London: Routledge, 2006.

_____. Multimodal discourse: The modes and media of contemporary

communication. London: Hodder Arnold, 2001.

LÉ, Jaqueline Barreto. Referenciação e gêneros jornalísticos: sistemas cognitivos

em jornal impresso e jornal digital. 2012. 191fl. Tese (Doutorado). Programa de Pós-

Graduação em Linguística da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de

Janeiro, 2012.

MINAYO, Cecília de Souza. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Rio de

Janeiro: Petrópolis, 2001.

PAGLIOSA, E. Humor: um estudo sociolinguístico cognitivo da charge. Porto Alegre:

EDIPCRS, 2005

RIBEIRO, Ana Elisa. Escrever, hoje: palavra, imagem e tecnologias digitais na

educação. 1ª ed. São Paulo: Parábola, 2018.

ROJO, Roxane; MOURA, Eduardo. Letramentos, Mídias, Linguagens. 1ª ed. São

Paulo: Parábola Editorial, 2019.

ROMUALDO, Edson Carlos. Charge jornalística: intertextualidade e polifonia:

Um estudo de charges da Folha de São Paulo. 1ª reimp. Maringá: Eduem, 2000.

SANTOS, Fernanda Maria Almeida dos. Multiletramentos e ensino de língua

portuguesa na educação básica: uma proposta didática para o trabalho com (hiper)

gêneros multimodais. Signo. Santa Cruz do Sul, v. 43, n. 76, mar. 2018. ISSN 1982-




DOI: https://doi.org/10.12345/htxt.v21i1.248013

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


2007 - 2020 © Hipertextus Revista Digital - ISSN: 1981-6081 - E-mail: hipertextusrevistadigital@gmail.com
Universidade Federal de Pernambuco - Departamento de Letras - Núcleo de Estudos de Hipertexto e Tecnologia Educacional