Reflexões sobre a relação entre o protótipo de ensino e a BNCC

Maria Eduarda Genuino de Albertin, Julia Larré

Resumo


RESUMO: O presente trabalho se propõe a discutir criticamente textos que compõem a fundamentação teórica de uma pesquisa de mestrado em Letras em andamento. A partir do aporte teórico da Linguística Aplicada, visamos refletir sobre a relação entre um material didático digital, o protótipo de ensino (ROJO, 2017), e a BNCC. Para tanto, este artigo tem caráter qualitativo e bibliográfico.


Palavras-chave


linguística aplicada; BNCC; protótipo de ensino.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, L. F. Da direita para a esquerda: o mangá é rico em linguagens. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernambuco, 2018.

AUTOR. 2019.

CAGNIN, L. A. Os quadrinhos: estudo abrangente da arte sequencial – linguagem e semiótica. São Paulo: Criativo, 2014.

COPE, B.; KALANTZIS, M. “Multiliteracies”: New Literacies, New Learnings. Pedagogies: An Internacional Journal, v. 4, n. 3, p. 164-195, 2009.

COPE, B.; KALANTZIS, M. Introduction: Multiliteracies: the beginnings of an idea. In: Multiliteracies: Literacy Learning and the Design of Social Futures. New York: Cambridge, 2000.

DIONÍSIO, A. P.; VASCONCELOS, L. J. de. Multimodalidade, gênero textual e leitura. In: BUNZEN, C.; MENDONÇA, M. (orgs.). Múltiplas linguagens para o ensino médio. São Paulo: Parábola, 2013, p. 19-42.

FABRÍCIO, B. F. Linguística aplicada como espaço de “desaprendizagem”: redescrições em curso. In: MOITA LOPES, L. P. da (org.). Por uma Linguística Aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006, p. 45-65.

FUZA, A. F.; MIRANDA, F. D. S. S. Tecnologias digitais, letramentos e gêneros discursivos nas diferentes áreas da BNCC: reflexo nos anos finais do ensino fundamental e na formação de professores. Rev. Bras. Educ., [S.l.], v. 25, p. 1-26, 2020.

GARCÍA, Santiago. A novela gráfica. Trad. Magda Lopes. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

KRESS, G. Literacy in the New Media Age. New York: Routledge, 2003.

LIBERALI, F. C.; LIBERALI, A. R. A. Para repensar a metodologia de pesquisa nas ciências humanas. InterFainc, v. 1, n. 1, p. 17-33, jul./dez. 2011.

MOITA LOPES, L. P. da. Fotografias da Linguística Aplicada brasileira na modernidade recente: contextos escolares. In: Linguística Aplicada na modernidade recente. São Paulo: Parábola, 2013, p. 15-37.

MOITA LOPES, L. P. da (org.). Por uma Linguística Aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006.

PETRONI, M. R.; JUSTINO, A. R.; MELO, E. S. O. Ainda sobre a formação do professor de língua portuguesa no Brasil. Interacções, Lisboa, v. 7, n. 19, p. 28-37, 2011.

RAMOS, P. A leitura dos quadrinhos. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2018.

RAMOS, P. Graphic novel, narrativa gráfica, novela gráfica ou romance gráfico? Terminologias distintas para um mesmo rótulo. In: RAMOS, P.; VERGUEIRO, W.; FIGUEIRA, D. (orgs.). Quadrinhos e literatura: diálogos possíveis. São Paulo: Criativo, 2014, p. 185-207

ROJO, R. Materiais didáticos no ensino de línguas. In: MOITA LOPES, L. P. da. (Org.). Linguística aplicada na modernidade recente. São Paulo: Parábola, 2013, p. 163-195.

ROJO, R. Novos multiletramentos e protótipos de ensino: por um web-currículo. In: CORDEIRO, G. S.; BARROS, E. M. D.; GONÇALVES, A. V. (orgs.). Letramentos, objetos e instrumentos de ensino: Gêneros textuais, sequências e gestos didáticos. Campinas: Pontes Editores, 2017.

ROJO, R. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012, p. 11-31.

SANTAELLA, L. O que é semiótica. São Paulo: Brasiliense, 2007.

SOUSA, A. L. S.; CORTI, A. P.; MENDONÇA, M. Letramentos no ensino médio. São Paulo: Parábola, 2012.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Trad. Marcos Bagno. São Paulo: Parábola, 2014.

SZUNDY, P. T. C. A Base Nacional Comum Curricular: implicações para a formação de professor/a de língua(gens). In: MATEUS, E.; TONELI, J. R. A. (orgs.). Diálogos (im)pertinentes entre formação de professores e aprendizagem de línguas. São Paulo: Blucher, 2017, p. 77-98.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


2007 - 2020 © Hipertextus Revista Digital - ISSN: 1981-6081 - E-mail: hipertextusrevistadigital@gmail.com
Universidade Federal de Pernambuco - Departamento de Letras - Núcleo de Estudos de Hipertexto e Tecnologia Educacional