Processos de formação de palavras nos nomes de fantasia

Carlos Genésio Oliveira, Francisco Eduardo Vieira

Resumo


Neste artigo serão demonstrados alguns mecanismos empregados por publicitários, profissionais
de marketing e lojistas em geral, ao criarem o nome de um estabelecimento comercial. O corpus é
formado por 28 nomes de fantasia extraídos de shopping centers da Região Metropolitana do Recife. A
análise é baseada em Alves (1994), Carvalho (1989), Kehdi (1999), Sandmann (1993) e Silva e Koch (1997).
Analisamos o processo de formação de tais nomes com o intuito de mostrar um dos inúmeros usos da
morfologia em nosso cotidiano.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.