Mãos vazias: uma sondagem existencial

Jaciara Gomes

Resumo


Neste trabalho, pretende-se analisar a novela “Mãos vazias”, obra de Lúcio Cardoso, escritor
mineiro que trabalha o aspecto psicológico a partir de uma linha introspectiva. O centro de sua ficção é
a personagem que se debate num mundo irreal, trágico. Suas obras têm um destaque na ficção brasileira
contemporânea sobretudo pela perspicácia com que verifica os fenômenos da existência humana. A
novela “Mãos vazias” foi lançada em 1938 e revela traços próprios do autor, como: a influência de
Dostoiévski e Julien Green, a estética expressionista e a verificação profunda do aspecto existencial das
personagens.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.