O PICAPAU AMARELO NAS AVENTURAS DOS TRABALHOS DE HÉRCULES

Sandrelle Rodrigues Costa

Resumo


Na obra lobatiana Os Doze Trabalhos de Hércules, os personagens do Sitio transpõemse
até a
Grécia Antiga para viverem as aventuras. O presente artigo pretende ver como Lobato reconta o primeiro
trabalho de Hércules (o Leão da Neméia) e as adaptações que faz neste episódio da mitologia grega para
envolver o “bando” do Sítio na aventura. Faremos, portanto, um estudo comparativo dos relatos de Junito
de Souza Brandão (1991), no Dicionário míticoetimológico
da mitologia grega, e de Monteiro Lobato
(1944), em Os Doze Trabalhos de Hércules. Utilizaremos também as reflexões de Sandroni (1987) sobre
alguns traços definidores do estilo lobatiano.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.