Ensino de escrita: formação de um letramento mais amplo?

Mariana Queiroga Tabosa

Resumo


Este trabalho objetiva identificar se a prática de ensino de escrita de professores contribui para ampliar
as práticas de letramento dos alunos, de maneira que os gêneros estudados possam ser utilizados fora
do âmbito escolar. Os dados analisados são textos produzidos pelos alunos de duas professoras de
Língua Portuguesa, em formação continuada, uma entrevista concedida por elas e a
gravação/observação de suas aulas. Nossas observações nos indicaram que as professoras pareciam
procurar proceder à prática de ensino de escrita de acordo com teorias mais recentes sobre letramento
e gêneros textuais (pois observamos que apropriaram‐se de uma terminologia mais comum às recentes
teorias sobre escrita para proceder ao ensino de escrita). No entanto, vimos que os textos escritos dos
alunos ainda não ultrapassavam os limites da escola, o que nos levou a entender que o ensino da escrita,
neste contexto, propiciou principalmente a aquisição de um letramento escolar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.