INDETERMINAÇÃO, JOGO E IRONIA NO ROMANCE M EU AM IGO M ARCEL PROUST DE JUDITH GROSSMANN

Katria Gabrieli Fagundes

Resumo


A indeterminação, a ironia e o jogo são utilizados como categorias de análise presentes na obra
Meu amigo Marcel Proust de Judith Grossmann, e consideradas, neste artigo, na perspectiva da pósmodernidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.