OS NOMES RECÍPROCOS DO PORTUGUÊS BRASILEIRO

Luana Lopes Amaral

Resumo


Neste trabalho tomamos como objeto de estudo quatorze nomes recíprocos do
português brasileiro. Coletamos e analisamos esses nomes com base nos estudos
de Godoy (2008, 2009) e de Cançado (2009). Assumimos, assim como Mioto et al.
(2007), que não só verbos podem ser predicadores, mas também os nomes. Nosso
objetivo foi investigar se os nomes estudados são predicadores e quais são as
configurações sintáticas em que podem ocorrer. Procuramos também semelhanças
entre a sintaxe desses nomes, a fim de corroborar ou não a hipótese de que a
semântica determina a sintaxe. Concluímos que a manifestação sintática dos nomes
recíprocos é muito semelhante à dos verbos recíprocos, o que leva a crer que a
propriedade semântica de reciprocidade determina a sintaxe desses nomes.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.