AQUISIÇÃO DE LÉXICO: UMA ANÁLISE DE DADOS COLETADOS NATURALISTICAMENTE

Meiry Peruchi Mezari

Resumo


Neste artigo, discute-se, com base em uma coleta naturalística, a aquisição de
léxico de uma criança de 22 meses de idade. As palavras enunciadas pela criança
foram analisadas à luz dos estudos de aquisição e desenvolvimento de léxico,
considerando-se, também, a fonologia, a morfologia e a sintaxe. Os dados
coletados permitiram – apesar de a informante falar um pouco menos do que o
esperado para sua idade e realizar grande parte da interação e comunicação através
de gestos – que se confirmasse o que está na literatura, considerando-se os estudos
de Costa e Santos (2003), Lowe (1996), Pinker (2002) e Scarpa (2006) 2 .


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.