A intertextualidade que permeia o fantástico: uma realidade da Erêndira de Garcia Márquez

Elilson Gomes Nascimento, Renato Mendonça Neves

Resumo


Um texto apresenta relações dialógicas materializadas, implícitas ou
explícitas, com outros textos e autores, com fatos históricos, sociais e, ainda,
pode estabelecer um diálogo dentro de si mesmo, na obra de um mesmo autor.
O objetivo deste trabalho é analisar os processos de intertextualidade e intratextualidade
que demarcam o realismo fantástico de Gabriel García Márquez, utilizando
para tal, trechos do conto A Incrível e Triste História da Cândida Erêndira e sua Avó
Desalmada, construídos a partir dessas estratégias textuais-discursivas, partindo
das leituras de Brait (2006), Barros e Fiorin (2005), Koch (2004) e Fiorin (2006),
principais referenciais teóricos neste estudo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.