CARTAS SOBRE A CONFEDERAÇÃO DOS TAMOIOS: JOSÉ DE ALENCAR E A CARACTERIZAÇÃO DA LITERATURA NACIONAL

Gênesson Lima Santos

Resumo


No Romantismo, nossos escritores buscavam romper com Portugal,
procurando no passado elementos para propor uma identidade brasileira. Então, o
índio tornou-se o principal componente da cor local e foi retratado em diversas obras,
como A Confederação dos Tamoios, poema de Magalhães. Tal obra gerou discussões
no meio intelectual e recebeu críticas, dentre elas as de José de Alencar. Este
trabalho objetiva mostrar o que caracterizaria nossa Literatura, na visão alencarina,
através das cartas regidas acerca da obra mencionada, com base nas leituras,
sobretudo, de Castello (1953) e Ribeiro (1974). Perscrutadas genericamente, delas
foram extraídas as passagens mais pertinentes ao propósito.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.