Entre a ficção e a realidade:Bom dia camaradas e a esperança de dias melhores através do olhar infantil

Joseanai Stringini Rosa

Resumo


O primeiro romance do escritor angolano Ondjaki, Bom dia camaradas
(2001), tem como cenário a cidade de Luanda na década de 1980. Trata-se de
uma história sobre a infância e – embora classificado como um livro de ficção – é
possível encontrar nele certo caráter memorialista. Este trabalho pretende analisar
o olhar infantil do narrador e a proximidade entre ficção e realidade. A narrativa
traz alguns fatos reais de um país que enfrentou uma violenta guerra civil, desde
a sua independência. Uma das marcas do povo angolano é a esperança de dias
melhores, um dos motes temáticos analisados neste trabalho.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.