A morte do autor e o nascimento de Em busca do tempo perdido, de Marcel Proust

Adir Oliveira Fonseca, Carla Lento Faria

Resumo


O presente estudo tem como objetivo ilustrar algumas das proposições

expostas por Roland Barthes em “A morte do autor” (1971) à luz do ensaio “Contre
Sainte-Beuve” (1954) e também do romance Em busca do tempo perdido (1913–27),
ambos de Marcel Proust. A partir de uma leitura do ensaio de Barthes, pretendese
formular uma reflexão sobre o fazer literário que tem como apoio os textos de
Proust. Assim, propõe-se observar até que ponto as considerações deste último
acerca da autoria e da obra literária são retomadas por aquele, sobretudo em “A
morte do autor”.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.