Fraseologismos em língua estrangeira: ilustração dos processos de compreensão

Ian Mello

Resumo


Este artigo discorre sobre os processos cognitivos utilizados por falantes
de português como língua segunda (L2) quando necessitam inferir o significado
de expressões idiomáticas (EIs) em língua portuguesa. Indaga-se de que
modos esses processos diferem quando as expressões são apresentadas sem
contexto ou contextualizadas. Para tanto, foram analisados dados obtidos por
meio de entrevistas com cinco estrangeiros, tendo como base teórica autores
como Polónia (2009), Gibbs (1994) e Saberian e Fotovatnia (2011). A análise revelou
que cada EI representou um desafio diferente para cada sujeito, como
também a importância do contexto no processo de inferência das EIs.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.