Recife às escuras: panorama da representação da capital pernambucana nos contos de Gilvan Lemos

Raul Colaço

Resumo


Tendo como objetivo investigar a representação recifense em contos
do escritor Gilvan Lemos, este estudo desenvolveu-se a partir da análise de um
corpus de sete livros que dão conta das suas narrativas curtas. Com o aporte
teórico de Auerbach (1976), Candido (1998) e Cruz (1994), compreendeu-se
a natureza dessa representação, exposta, aqui, de forma panorâmica. Desse
modo, pode-se apontar que a capital pernambucana é representada por meio
dos aspectos toponímicos; dos vícios, dos hábitos, das comidas e dos lexemas
locais; e, principalmente, das nuances negativas que a circundam.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.