Public Sphere and Transnational Democracy: A Critical Theoretical Response to Nancy Fraser

Rúrion Melo

Resumo


O presente artigo pretende analisar os limites e possibilidades da aplicação do conceito de esfera pública na constelação pós-nacional. Seguindo o argumento de Nancy Fraser com a finalidade de reformular uma teoria crítica da esfera pública com propósitos emancipatórios, interrogamos criticamente as consequências de sua interpretação, que corre o risco de abandonar a gênese social dos princípios normativos que são sugeridos para repensar a esfera pública nos contextos de democracias transnacionais. Propomos que o conceito crítico e renovado de esfera pública deve ser reconstruído de maneira imanente, ou seja, a partir das experiências práticas e dos processos políticos abertos em que a teoria crítica pode reconstruir suas categorias normativas e prognosticar possibilidades reais de emancipação em termos de um aprofundamento da democracia transnacional.

Palavras-chave


Public Sphere, Transnational Democracy, Critical Theory, Social Movements, Nancy Fraser

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.