Um Olhar benjaminiano sobre A Vida que Ninguém Vê de Eliane Brum

Vinícius Canhoto

Resumo


Resumo: O presente artigo aborda a questão da relação entre o narrador e historiador segundo Walter Benjamim, confrontando-a com as crônicas-jornalísticas de Eliane Brum. Busca articular conceitos teóricos benjaminianos para problematizar o trabalho do historiador/cronista e do narrador/jornalista, relacionando-os à obra de Brum no contexto historiográfico atual.


Palavras-chave


Narrador. Cronista. Historiografia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Perspectiva Filosófica - ISSN: 2357-9986