Modernidade e Experiência em “Sobre Alguns Temas Em Baudelaire” De Walter Benjamin

Ângela Lima Calou, Marta Maria Aragão Maciel

Resumo


O presente trabalho objetiva a exposição da reflexão de Walter Benjamin (1891-1940) sobre a estruturação da sensibilidade moderna no ensaio de maturidade Sobre alguns temas em Baudelaire (1939). Neste escrito, o autor berlinense assinala como signo da modernidade a profunda transformação das formas de percepção estética em meio à radicalização do desenvolvimento das forças seculares produtivas. A sensibilidade coletiva, no mundo moderno, pauta-se, para este autor, em uma dinâmica do hiperestímulo que perpassa as múltiplas esferas da vida, transmutando a relação que estabelecemos com a temporalidade, superpondo o choque ao vivido, a consciência à memória, a vivência (Erlebnis) do indivíduo isolado e fragmentado que habita as velozes paisagens citadinas à possibilidade de uma experiência em sentido forte (Erlebnis).

Palavras-chave


Walter Benjamin; Modernidade; Experiência; Sensibilidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.