EXERCÍCIOS DE PENSAMENTO PARA NÃO SERMOS INDIFERENTES AO QUE FAZEMOS EM NOME DA FILOSOFIA NA ESCOLA

José Teixeira Neto

Resumo


Fruto das discussões na disciplina Filosofia do Ensino de Filosofia no Mestrado Profissional em Filosofia (PROF-FILO - Núcleo da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte-UERN/Campus Caicó-CaC), o presente artigo utiliza a metáfora da viagem e das paisagens com objetivo de apresentar o percurso da disciplina em questão e de discutir o ensino de filosofia a partir de alguns elementos filosóficos. Nesse percurso parte-se de uma compreensão subjetiva do que seja a filosofia, para, em seguida, abordar alguns direcionamentos à pergunta “O que é a filosofia?” em Martin Heidegger, José Ortega y Gasset e Gilles Deleuze e Félix Guattari. Após a análise dessas etapas descritas, o texto apresenta uma reflexão sobre o ensino da Filosofia no Ensino Médio na perspectiva de que não existe uma única postura ou filosófica ou pedagógica ou didática, mas uma orientação para o ensino-aprendizagem da filosofia depende inicialmente da perspectiva subjetiva adotada pelo filósofo-professor; das condições objetivas e estruturais, por exemplo, da Escola e do espaço-lugar que permitimos aos alunos para eles mesmos possam filosofar.


Palavras-chave


Ensino de Filosofia. Sala de Aula. Filosofar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Perspectiva Filosófica - ISSN: 2357-9986