Influências Estoicas em Shaftesbury: Natureza E Virtude

Marcos Balieiro

Resumo


Shaftesbury é geralmente lembrado por conta da influência que exerceu so- bre outros moralistas britânicos do século XVIII, tais como Francis Hutcheson e David Hume. É, também, considerado um precursor do romantismo. Um aspecto menos estudado (mas igualmente importante) de sua obra diz respeito às influências que teria sofrido da tradição estoica. Pretende-se, com este artigo, apresentar uma leitura da relação entre natureza e afecções que leve em conta não apenas a maneira como Shaftesbury se insere, em uma tentativa de responder à concepção hobbesiana acerca da moralidade, no debate sobre os fundamentos da moral que é característico de seu tempo, mas também a maneira como o autor lida com a influência que sofreu de autores como Epicteto e Marco Aurélio. Para isso, obras como Uma Investigação sobre a Virtude, ou Mérito e Os Moralistas serão analisadas considerando-se as relações que guardam com os Exercícios (Askhmata), obra que Shaftesbury não pretendeu publicar e na qual as inspirações estoicas do autor são bastante explícitas.


Palavras-chave


Shaftesbury. Afecções. Natureza. Virtude. Felicidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Marcos Balieiro