Aritmética e conhecimento simbólico: notas sobre o Tractatus Logico-Philosophicus e o ensino de filosofia da matemática

Gisele Dalva Secco

Resumo


Partindo de e encerrando com reflexões acerca de práticas de ensino de filosofia da matemática, proponho uma comparação entre os principais traços da noção leibniziana de conhecimento simbólico e algumas passagens tractaria-nas sobre a aritmética. Defendo que esta chave de leitura permite a um só tempo (i) projetar nova luz sobre as especificidades da definição tractariana de número em comparação com as de Frege e Russell; (ii) fazer despontar a compreensão da natureza do conhecimento matemático como conhecimento simbólico ou formal que Wittgenstein mobiliza em seu livro; (iii) elencar al-gumas razões para a alegação de que Wittgenstein pode ser considerado o filósofo da prática matemática avant la lettre. O trabalho se encerra com um apanhado, um retorno à reflexão inicial sobre os vínculos entre pesquisa e ensino, e uma defesa da chave de leitura aqui utilizada em termos de seu potencial para o desenvolvimento de estudos em filosofia da matemática.


Palavras-chave


Conhecimento simbólico. Leibniz. Wittgenstein. Ensino de Filosofia. Filosofia da prática matemática.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Gisele Dalva Secco

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.