Relação Sociedade e Natureza em Guaramiranga: Uma Análise da Degradação Ambiental Proporcionada pela Especulação Imobiliária ( Relation Society and Nature in Guaramiranga: An Analysis of Environmental Degradation Provided by Real Estate Speculation)

Antonio Correia Junior, Edson Vicente da Silva, Francisco Davy Braz Rabelo

Resumo


A especulação imobiliária em Guaramiranga tem prejudicado a população local, uma vez que proprietários rurais e empresários alteram as vias públicas sem comunicar a prefeitura. Dentre as modificações, a delimitação de muros e cercas é frequente, se agravando devido à falta de fiscalização por parte dos órgãos competentes. Um total de 93% do território de Guaramiranga está inserido na Área de Proteção Ambiental (APA), sendo que o mesmo município é o mais desmatado, não para plantação, mas para construção de mansões, com suas piscinas, jardins, cachoeiras artificiais dentro de suas propriedades. Desse modo, temos como objetivos analisar as consequências ambientais da especulação imobiliária no município de Guaramiranga-CE e suas implicações na dinâmica populacional da região. Para elaborar esse trabalho, além da revisão, utilizou-se entrevista semiestruturada com os moradores de zona rural e urbana, para captar suas percepções quanto à especulação imobiliária e seu impacto social e o meio ambiente. Foram ouvidos em dois períodos, alguns moradores de Guaramiranga. O primeiro período foi de fevereiro a Julho de 2015. O outro de Janeiro a março de 2016. Os moradores entrevistados foram da faixa etária dos 20 aos 65 anos, entre mulheres e os homens. Foi possível concluir, com base nas repostas do grupo amostral, que a presença da especulação imobiliária afeta o meio ambiente, as comunidades, além de promover o desmatamento das áreas verdes para a instalação de novos loteamentos, o que contribui para o assoreamento dos recursos da água, bem como para a impermeabilidade do solo urbano e rural, degradação ambiental e conflitos fundiários. Outro fator negativo observado foi que a população mais pobre se obriga a migrar para as periferias, ocupando áreas irregulares. Apesar dos vários fatores desfavoráveis da especulação imobiliária, alguns moradores indicaram benefícios, como a geração de empregos e aumento do turismo




 

A B S T R A C T

 

Real estate speculation in Guaramiranga has damaged the local population, as rural landowners and business owners alter public roads without notifying the city. Among the modifications, the delimitation of walls and fences is frequent, being aggravated due to the lack of inspection by the competent organs. A total of 93% of the territory of Guaramiranga is inserted in the Environmental Protection Area (APA), and the same municipality is the most deforested, not for planting, but for construction of mansions, with its swimming pools, gardens, artificial waterfalls within their properties. Thus, we aim to analyze the environmental consequences of real estate speculation in the municipality of Guaramiranga-CE and its implications on the population dynamics of the region. In order to elaborate this work, in addition to the review, a semi-structured interview with the residents of rural and urban areas was used to capture their perceptions regarding real estate speculation and its social impact and the environment. There were heard in two periods, some residents of Guaramiranga. The first period was from February to July 2015. The other was from January to March 2016. The residents interviewed were between the ages of 20 and 65, between women and men. It was possible to conclude, based on the responses of the sample group, that the presence of real estate speculation affects the environment, the communities, besides promoting the deforestation of the green areas for the installation of new allotments, which contributes to the silting up of the resources of the water, as well as for the impermeability of urban and rural soil, environmental degradation and land conflicts. Another negative factor observed was that the poorest population is forced to migrate to the peripheries, occupying irregular areas. Despite the various unfavorable factors of real estate speculation, some residents indicated benefits, such as job creation and tourism growth.

 

Keywords: Society; Ambiental degradation; Urban growth.



Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, A.C.; Vieira, M.L. Crescimento populacional e modificações na paisagem e na qualidade de vida dos moradores de um centro receptor de turistas. Rio Claro: Unesp/IGCE: AGETEO, 2006.

Borsoi, Z. M. F.; Torres, S. D. A. A política de recursos hídricos no Brasil. Revista do BNDES, 1997-bndespar.com. br Acesso em 13 de mar. de 2016.

BRASIL, 1988. Lei nº 7347, de 05 Outubro.

Campos Filho, C. M. Cidades brasileiras: seu controle ou o caos. 4 ed. São Paulo: Studio Nobel, 2001.

CEARÁ, SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO LOCAL E REGIONAL. Arranjo produtivo local de café ecológico sombreado no Maciço de Baturité 1992. Disponível em: . Acesso em: 26 de junho de 2015.

FUNCEME. Fundação Cearense de Pesquisa e Meteorologia, 2015.

GOMES, M. P. Da possibilidade de efetivação do direito fundamental à moradia por meio das Zonas Especiais de Interesse Social. Encontrado em: Fórum Imobiliário Disponível em:

http://www.forumimobiliario.com.br/consequeencias-socio-ambientais-da-especulacao-imobiliaria/. Acesso em: 26 mar. 2016.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2010. Censo Demográfico.

MILARÉ, EDIS. Impacto Ambiental e Dano Ambiental-glossário. São Paulo: Ed. RT, 2005.

Motta, D. M. Gestão do Uso do Solo Disfunções do Crescimento Urbano, Volume 1:Instrumento de Planejamento e Gestão Urbana em Aglomerações Urbanas: Uma análise Comparativa, Brasília, 2002. Encontrado em: Fórum Imobiliário Disponível em:

http://www.forumimobiliario.com.br/consequeencias-socio-ambientais-da-especulacao-imobiliaria/. Acesso em 27 de maio de 2016

Martins; H. E. de P; Vasconcelos, L. G. F. (orgs.). Planejamento Municipal desenvolvimento local: plano diretor participativo de Nova ponte. Uberlândia: Gráfica Composer Editora Ltda., 2008.

Martins, R. G. C.Especulação imobiliária: entrave ao direito à moradia e impacto ambiental. Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 17, n. 3196, 1 abrir. 2012.Disponível em: . Acesso em: 26 de Março. 2016.

Pacheco 2014. Analise geocologica direcionada ao planejamento gestão ambiental da Província de Sofala-Moçambique. Tese (Doutorado) Fortaleza-Ceará, UFC.

Rebouças, A. C. Água na Região Nordeste: Desperdício e Escassez In: Estudos Avançados. USP, 11(29), P. 127. 1997.

Rodrigues, José Manuel Mateo; Silva, Edson Vicente da; Cavalcanti, Agostinho Paula Brito. Geoecologia das Paisagens: Uma visão geossistêmica da análise ambiental. 2ª ed. Fortaleza: Edições UFC, 2007.

Rodrigues, José Manuel Mateo; SILVA, Edson Vicente Da. Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: problemática, tendências e desafios. Fortaleza: Edições UFC, 2009.

Santos, R. R. Livro: Planejamento ambiental: Teoria e Pratica. Editora: oficinas de Textos. São Paulo, 2004.

Séguin, E. . Estatuto da Cidade. 2° Ed. Rio de Janeiro: Forense, 2005.

Seiffert, M.E.B. Gestão Ambiental: Instrumentos, Esferas de Ação e Educação Ambiental. São Paulo: [s.n.] 2014.

Silva, E. L. P.; Wanderley, M. B.; Conserva, M. S. Proteção social e território na pesca artesanal do litoral paraibano. Serv. Soc. Soc., São Paulo, SP, v. 1, n. 117, p. 169-188, 2014. Disponível em: . Acesso em: 10 mio. 2017.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.4.p1321-1330

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License