Espacialização da precipitação na Bacia Hidrográfica do Rio Brígida no semiárido de Pernambuco

Hélio Lopes Araújo, Abelardo Antônio de Assunção Montenegro, Iug Lopes, Ailton Alves de Carvalho, Erik Cavalcanti e Silva, Glauco Estácio Gonçalves

Resumo


A disponibilidade hídrica tem sido afetada pela crescente demanda de água, pelas mudanças climáticas, bem como pela variabilidade espaço temporal das precipitações. A geoestatística é uma metodologia capaz de incorporar a correlação espacial entre as medições em seus procedimentos, sendo, portanto, relevante em estudos hidrológicos e de dinâmica da precipitação. O presente estudo investigou a distribuição espacial dos padrões temporais da precipitação na Bacia Hidrográfica do Rio Brígida, no semiárido de Pernambuco, aplicando técnicas geoestatísticas. Foram utilizados registros de 41 estações pluviométricas, com série temporal anual de 55 anos (1963 a 2017), disponibilizados pela Agência Pernambucana de Águas e Clima, e complementados por Tropical Rainfall Measuring Mission, formando uma malha dinâmica no tempo, devido às falhas existentes. Os dados pluviométricos totais anuais diretos (manuais e automáticos) e indiretos (por satélite) foram sistematizados, e os anos classificados em secos, normais e chuvosos através da Técnica dos Quantis. Todos os registros pluviométricos apresentaram alta a média dependência espacial, com alcances variando de 20 a 45 km. Os valores de CV (>20%) indicam média variabilidade espacial da precipitação na bacia, o que reforça a necessidade de uma estratégia de monitoramento baseada em malha intensamente distribuída. Constatou-se que a rede pluviométrica existente permitiu adequada estimativa da precipitação e classificação da condição de aridez, para todos os períodos estudados, com média incerteza, nas principais regiões da bacia.

 

Precipitation spatialization in the Brígida River Basin in Pernambuco semi-arid

 

A B S T R A C T

Water availability has been affected by increasing water demand, climate change, as well as the spatio temporal variability of rainfall. Geostatistics is a methodology able to incorporate the spatial correlation between measurements in its procedures and being relevant for hydrological and precipitation dynamics studies. The present study analysed the spatial distribution of temporal patterns of rainfall at the Brígida River Basin in the semi-arid region of Pernambuco, applying geostatistical techniques. It was used records from 41 rain gauges, with a 55-year annual time series (1963 to 2017), available from the Pernambuco's Water and Climate Agency and complemented by the Tropical Rainfall Measuring Mission, forming a dynamic mesh in time due to existing gaps. Direct annual rainfall data (manual and automatic) and indirect (satellite) data were systematized and classified in dry, normal and rainy years, using the Quantile technique. All rainfall records showed high to medium spatial dependence, with ranges varying from 20 to 45 km. CV values (> 20%) indicate mean spatial variability of rainfall in the basin, requiring a monitoring strategy on an intensely distributed network. It was observed that the existing rainfall network allowed an adequate estimation of precipitation, for all periods studied, with intermediate uncertainty, at the main regions of the basin.

Keywords: spatial dependence, precipitation, geostatistics, Quantiles.


Texto completo:

PDF

Referências


Aires, U.R.V., Neto, J.O.M., Mello, C.R. 2017. Estimativas de precipitação pluvial derivadas do sensor TRMM para a Bacia Hidrográfica do Rio Paraopeba. Scientia Agraria [online] 17. Disponível: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v17i2.46384. Aceso: 23 jun. 2017.

Andrade, A.R.S., Neto, A.H.G., Silva Cruz, A.F., Andrade, E.K.P., Santos, V.F., e Silva, T.N.P. 2018. Geoestatística aplicada à variabilidade espacial e padrões nas séries temporais da precipitação no agreste pernambucano. Journal of Environmental Analysis and Progress [online] 3. Disponível: https://doi.org/10.24221/jeap.3.1.2018.1668.126-145. Aceso: dia mês. 2018.

Andrade, T.S.; Montenegro, S.M.G.L.; Montenegro, A.A.A.; Rodrigues, D.F. 2012. Variabilidade espaço-temporal da condutividade elétrica da água subterrânea na região semiárida de Pernambuco. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, [online] 16. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662012000500005. Aceso: dia mês. 2018.

Araújo, D.C.S., Montenegro, S.M.G.L., Montenegro, A.A.A., Silva Junior, V.P.E., Santos, S.M. 2018. Spatial variability of soil attributes in an experimental basin in the semi-arid region of Pernambuco, Brazil. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental [online] 22. Disponível: https://doi.org/10.24221/jeap.3.1.2018.1668.126-145. Aceso: dia mês. 2018.

Cambardella, C.A., Moorman, T.B., Novak, J.M., Parkin, T.B., Karlen, D.L., Turco, R.F., Konopka, A.E. 1994. Field-scale variability of soil proprieties in central Iowa soils. Soil Science Society America Journal [online] 58. Disponível: https:// http://doi.org/10.2136/sssaj1994.03615995005800050033x. Aceso: dia mês. ANO.

Carmo, L.V., Araújo, L.E., Alves, A.S. 2015. Variabilidade climática espaço-temporal da bacia hidrográfica do rio Abiaí–PB. Engenharia Ambiental, 12, 74 -92.

Cohen Liechti, T., Matos, G.D.S.C., Pedro, J., Boillat, J.L., Schleiss, A. 2012. Comparison and evaluation of satellite derived precipitation products for hydrological modeling of the Zambezi River Basin. Hydrology and Earth System Sciences [online] 16. Disponível: https:// https://doi.org/10.5194/hess-16-489-2012. Aceso: dia mês. ANO.

Elesbon, A.A., Silva, D.D., Sediyama, G.C., Montenegro, A.A.A., Ribeiro, C.A., Guedes, H.A. 2014. Proposta metodológica para projeto de redes hidrométricas: Parte II-Exclusão, rearranjo e inclusão de estações. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental [online] 18. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v18n10p1023-1030. Aceso: dia mês. ANO.

Gomes, N.M., Silva, A.M., Mello, C.R., Faria, M.A., Oliveira, P.M. 2007. Métodos de ajuste e modelos de semivariograma aplicados ao estudo da variabilidade espacial de atributos físico-hídricos do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo [online] 31. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832007000300003. Aceso: dia mês. ANO.

Goovaerts, P. 2000. Geostatistical approaches for incorporating elevation into the spatial interpolation of rainfall. Journal of Hydrology [online] 228. Disponível: https://doi.org/10.1016/S0022-1694(00)00144-X. Aceso: dia mês. ANO.

Hoaglin, D.C., Mosteller, F., Tykey, J.W. 1983. Análise exploratória de dados: Técnicas robustas. 446 p.

Journel, A.G., Huijbregts, C.J. 1978. Mining Geostatistics. London: Academic Press.

Li, X., Zhang, Q., Xu, C. 2012. Suitability of the TRMM satellite rainfalls in driving a distributed hydrological model for water balance computations in Xinjiang catchment, Poyang lake basin. Journal of Hydrology [online] 426. Disponível: https://doi.org/10.1016/j.jhydrol.2012.01.013. Aceso: dia mês. ANO.

Lopes, I., Leal, B.G., Ramos, C.M.C., Melo, J.M.M. 2016. Espacialização da precipitação para a região do Submédio São Francisco. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, [online] 10. Disponível: https://doi.org/10.7127/rbai.v10n500459. Aceso: dia mês. ANO.

Lopes, I., Montenegro, A.A.A. 2019. Spatialization of electrical conductivity and physical hydraulic parameters of soils under different uses in an alluvial valley. Revista Caatinga [online] 32. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/1983-21252019v32n122rc. Aceso: dia mês. 2019.

Medhioub, E., Bouaziz, M., Achour, H., Bouaziz, S. 2019. Monthly assessment of TRMM 3B43 rainfall data with high-density gauge stations over Tunisia. Arabian Journal of Geosciences [online] 12. Disponível: http://dx.doi.org/10.1007/s12517-018-4155-5. Aceso: dia mês. 2019.

Montebeller, C.A., Ceddia, M.B., De Carvalho, D.F., Vieira, S.R., Franco, E. M. 2007. Variabilidade espacial do potencial erosivo das chuvas no Estado do Rio de Janeiro. Engenharia Agrícola [online] 27. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69162007000300011. Aceso: dia mês. ANO.

Montenegro, A.A.A., Montenegro, S.M.G.L. 2006. Variabilidade espacial de classes de textura, salinidade e condutividade hidráulica de solos em planície aluvial. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental [online] 10. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662006000100005. Aceso: dia mês. ANO.

Pinkayan, S. 1966. Conditional probabilities of occurrence of wet and dry years over a large continental area. Hydrology papers [online] 12. Disponível: http://hdl.handle.net/10217/61293. Aceso: 22 jan. 2019.

Silva, R.M., Pereira E Silva, L., Montenegro, S.M.G.L., Santos, C.A.G. 2010. Análise da variabilidade espaço-temporal e identificação do padrão da precipitação na bacia do rio Tapacurá, Pernambuco. Sociedade e Natureza, 22, 357-372.

Siqueira, A.A., Santos, S.M., Lopes, I., Leal, B.G., Montenegro, A.A.A. 2018. Análise da representatividade estatística de dados meteorológicos para uma região do Submédio São Francisco. Revista Brasileira De Geografia Física, 11, 798-813. https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.3.p798-813

Stefanidis, S., Stathis, D. 2018. Spatial and temporal rainfall variability over the Mountainous Central Pindus (Greece). Climate [online] 6. Disponível: https://doi.org/10.3390/cli6030075. Aceso: dia mês. ANO.

Vauclin, M., Vieira, S.R., Vachaud, G., Nielsen, D.R. 1983. The Use of Cokriging with Limited Field Soil Observations. Soil Science Society of America Journal [online] 47. Disponível: https://doi.org/10.2136/sssaj1983.03615995004700020001x. Aceso: dia mês. ANO.

Warrick, A.W.; Nielsen, D.R. 1980. Spatial variability of soil physical properties in the field. Hillel, D. (Ed.). Applications of soil physics. 3, 319-344.

Xavier, T. M. B. S. 2001. Tempo de chuva: estudos climáticos e de previsão para o Ceará e Nordeste setentrional. Fortaleza: ABC Editora. 478 p.

Xavier, T. M. B. S.; Xavier, A. F. S. 1987. Classificação e monitoração de períodos secos ou chuvosos e cálculo de índices pluviométricos para a região nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Engenharia - Caderno de Recursos Hídricos, 5, 7-31.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.1.p391-405

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License