Avaliação da Qualidade Sanitária da Água Distribuída pelo Sistema de Abastecimento em Poço Verde – SE no Período de Janeiro a Outubro de 2019

Jailton de Jesus Costa, Luciana Gomes Machado Nascimento, Magna Carolina Machado Mecenas

Resumo


A bacia hidrográfica Rio Real banha o município de Poço Verde, Sergipe, e é responsável pelo abastecimento de água na região. Buscando reduzir os riscos de doenças de veiculação hídrica, o Ministério da Saúde estabeleceu padrões de potabilidade a serem seguidos pelas empresas responsáveis pela distribuição do produto para consumo humano. Diante do exposto, essa pesquisa foi desenvolvida objetivando avaliar a qualidade sanitária do bem em dois estabelecimentos de ensino durante o período de janeiro a outubro de 2019, através da análise dos resultados de parâmetros físico-químicos e microbiológicos das amostras coletadas mensalmente pela vigilância municipal e pela companhia de saneamento do estado, comparando-as à norma vigente, utilizando uma metodologia baseada em pesquisa bibliográfica e documental com abordagem quantitativa. Dentre as informações obtidas, destacaram-se a divergência entre os valores adquiridos pelos dois órgãos e as alterações de Cloro Residual Livre, Cor e Turbidez em meses de chuva, refletindo na presença de Coliformes Totais, tendo como hipóteses mais prováveis para as inconformidades o índice pluviométrico, a estanqueidade na rede e falhas na integridade do SAA, que podem ser solucionadas com manutenção preventiva do sistema e verificação periódica da efetividade do tratamento.


Palavras-chave


Água, Qualidade Ambiental, Saúde Pública

Referências


AGÊNCIA NACIONAL DAS ÁGUAS (ANA). Atlas Brasil: Abastecimento urbano de água. Disponível em: . Acessado em: 06/12/2019.

AL‑JASSER, A. O. Chlorine decay in drinking‑water transmission and distribution systems: pipe service age effect. Water Research, v. 41, n. 2, p. 387‑396. Amsterdam – NL: 2007. ISSN: 0043-1354

AMORIM, M. C. C.; PORTO, E. R. Considerações sobre controle e vigilância da qualidade de água de cisternas e seus tratamentos. 4º Simpósio brasileiro de Captação e Manejo de Água de Chuva: uma proposta sustentável para o combate à fome e para a melhoria da qualidade de vida. Juazeiro – BA: 2003. Disponível em: https://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/152439. Acessado em: 01/02/2020.

BASTOS, R. K. X. Revisão da Portaria MS Nº 2914/2011. Padrão de potabilidade e planos de amostragem: fundamentação e linhas norteadoras. Disponível em: . Publicado em: agosto de 2018. Acessado em: 09/12/2019.

BRASIL. AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (ANA). Mananciais e Sistemas. Disponível em: http://atlas.ana.gov.br/atlas/flash/analise/Geral.aspx?est=7&mapa=sist#. Acessado em: 01/02/2020.

BRASIL. CENTRO DE PREVISÃO DO TEMPO E ESTUDOS CLIMÁTICOS (CPTEC). Previsão de tempo (Poço Verde/SE). Disponível em: < https://www.cptec.inpe.br/>. Acessado em: 12/12/19.

BRASIL. CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Resolução CONAMA nº 357, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília – DF, 18 de março de 2005. p. 58‑63.

BRASIL. FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. Manual prático de análise de água. 2ª ed. Brasília – DF: 2006.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portaria de Consolidação Nº 05, de 28 de setembro de 2017. Anexo XX. Consolidação das normas sobre as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde. Disponível em: . Acessado em: 02/12/2019.

CÂMARA MUNICIPAL DE POÇO VERDE. Dados Municipais. Poço Verde – SE: 2019. Disponível em: . Acessado em: 28/11/2019.

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS (COPASA). Água não tratada é porta aberta para várias doenças. Disponível em: . Acessado em: 06/12/2019.

GOLDSTEIN, S. T., et al. Cryptosporidiosis: an outbreak associated with drinking water despite state‑of‑the‑art water treatment. Annals of Internal Medicine, v. 124, n. 5, p. 459‑468. Philadelphia – PA: 1996. ISSN: 1539-3704.

IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em: . Acessado em: 28/11/19.

IBGE. Cidades e Estados: Brasil / Sergipe / Poço Verde. Disponível em: . Acessado em: 01/02/2020.

JÚNIOR, F. das C. S. C., et al. Saneamento: interferência na saúde pública e no desenvolvimento socioeconômico. Revista da FAESF, vol. 2, n. 3, p. 2- 8, Jul.-Set, Floriano – PI: 2018. ISSN 2594-7125.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Metodologia do Trabalho Científico. Editora atlas. 8ª Ed. São Paulo: 2017.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Manual integrado de vigilância, prevenção e controle de doenças transmitidas por alimentos. Série A. Normas e Manuais Técnicos. Editora do Ministério da Saúde. Brasília – DF: 2010. ISBN 978-85-334-1718-2.

NAUMOVA, E. N. Mystery of seasonality: getting the rhythm of nature. Journal of Public Health Policy, v. 27, n. 1, p. 2‑12. London – UK: 2006. ISSN 0197-5897

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE (OPAS). Água e Saúde. Brasil: 2001. Disponível em: . Acessado em: 28/11/19.

ROCHA, A. F. da. Instrumentos de Gestão no Estado de Sergipe: Breve Panorama e Perspectivas. Fórum Nacional de Órgãos Gestores das Águas. I Seminário dos Órgãos Gestores de Recursos Hídricos. Fev, 2018. Disponível em: . Acessado em: 01/02/2020

SANTOS, M. K. S., et al. Indicadores de potabilidade da água de um sistema de abastecimento em Caxias – MA. Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão – Facema. Abr-Jun: 460-466. Caxias – MA: 2017. ISSN: 2447-2301.

SEMENZA, J. C., et al. Water distribution system and diarrheal disease transmission: a case study in Uzbekistan. The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, v. 59, n. 6, p. 941‑946. Cleveland – OH: 1998. ISSN: 0002-9637.

SILVA, L. J., et al. Biosorption of cadmium (II) and lead (II) from aqueous solution using exopolysaccharide and biomass produced by Colletotrichum sp. Desalination and Water Treatment, v. 52, n. 40‑42, p. 7878‑7886. London – UK: 2014. ISSN: 1944-3986.

SILVA, R. M. P. da. O meio ambiente na Constituição Federal de 1988. Disponível em: . Publicado em: outubro de 2013. Acessado em: 02/12/2019.

SINGH, S. J.; DEVI, H. P. A study of water‑borne morbidities of Thanga village, Manipur. Journal of Human Ecology, vol. 19, n. 2, p. 103‑105. Kamla-Raj Enterprises. New Delhi – India: 2017. ISSN 2456-6608.

SIQUEIRA, F. G. Avaliação da qualidade microbiológica da água em poços artesianos da comunidade rural Rajadinha – DF. Disponível em: . Acessado em: 28/11/19.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.6.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License