Sem olhar para trás - Imigrantes palestinos cristãos no Recife

Hissa Mussa Hazin

Resumo


Meu objetivo era fazer uma reflexão sobre a (re) construção de uma identidade étnica dos imigrantes palestinos e seus descendentes a partir da perspectiva teórica formulada por Abner Cohen e Fredrik Barth em fins da década de 1960 e pensar em como essas novas identidades eram produzidas em um contexto completamente diferente. Mas onde estão estes “palestinos” que ninguém vê, ninguém ouve, ninguém conhece? A partir da presumida “invisibilidade” deste grupo de imigrantes, pareceu-me necessário retomar as antigas discussões sobre os conceitos de assimilação e aculturação propostos por Robert Park, Redfield, Linton e Herskovits da Escola de Chicago na primeira metade do século XX. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.