A Metáfora da Morte: Os ritos de excelência em Morte e Vida Severina

bruno florencio

Resumo


O presente trabalho faz uma analise das praticas fúnebres do catolicismo popular. Como ocorre a convergência do fenômeno religioso do rito com a estrutura da consciência dos praticantes. Usando a obra “Morte e Vida Severina” de João Cabral de Melo Neto como objeto de estudo, tendo a “Eficácia Simbólica” de Lévi-Strauss e a “Prece” de Mauss como base teórica para explicar a relação simbólica do rito, e sua relação logica cultural.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Estudos e Investigações Antropológicas
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE – Brasil
reiappga@gmail.com