Cidadania através dO Espelho: dignidade, emoções e moralidades

Thiago Santos

Resumo


O presente texto apresenta a relação estabelecida entre o reconhecimento social do trabalho/trabalhador e a constituição da cidadania no Brasil. Focalizando o fato de que esta gera uma relação de prestígio ou vergonha para os indivíduos e, consequentemente, contextos de embates morais entre as diferentes noções e experiências de vida digna de ser vivida. Discuto aqui a partir de dois exemplos: em primeiro lugar, como recurso alegórico e heurístico, apresento um conto de Machado de Assis que dialoga com sentimentos como honra e vergonha mediados por posição na estrutura do trabalho; em um segundo momento, faço comentários a partir de alguns dados colhidos ao longo de minha pesquisa etnográfica, entre as pessoas em situação de rua na cidade do Recife-PE, nos quais, assim como no conto, aspectos morais relacionados às formas de trabalho estão intimamente conectados com os sentimentos/emoções e percepções de ser digno.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Estudos e Investigações Antropológicas
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE – Brasil
reiappga@gmail.com