RESOLVENDO SEUS PRÓPRIOS CONFLITOS: A CONSTRUÇÃO DO SISTEMA DE JUSTIÇA INDÍGENA XUKURU DE ORORUBÁ

SANDRO HENRIQUE CALHEIROS LÔBO

Resumo


O presente artigo advém da dissertação de mestrado em Antropologia (PPGA/UFPE, em que se procura discutir, seguindo referenciais teóricos da antropologia jurídica, o processo de construção do sistema de justiça indígena Xukuru do Ororubá, entendida como sistema de normas, instituições, autoridades e procedimentos próprios que utilizam os povos e comunidades indígenas a fim de resolver seus conflitos internos através das suas autoridades, em conformidade com a organização social de cada povo ou comunidade, para que apliquem a justiça de acordo com suas próprias culturas. (YRIGOEN FAJARDO, 1999, p. 09)

Através do processo de territorialização os Xukuru foram construindo sua autonomia e criando um conjunto de normas, instituições e autoridade que os ajudam a resolver seus conflitos internos que ajudam a entender a diversidade das formas de administração de conflitos na sociedade brasileira.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Estudos e Investigações Antropológicas
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE – Brasil
reiappga@gmail.com