Práticas etnográficas: olhares e percursos em batalhas de poesia

Danielle Marcia Hachmann de Lacerda da Gama

Resumo


Este artigo propõe uma abordagem etnográfica aos slams – batalhas de poesia que acontecem em locais públicos e periféricos na paisagem urbana. O trabalho deriva da dissertação de Mestrado desenvolvida na cena de slams de Salvador/BA, intitulada “A voz e a vez de dizer: batalhas de poesia em comunidades de periferias de Salvador/BA”, a partir da identificação de práticas que guiaram nossas observações de campo e seus registros, em contextos de trânsitos e deslocamentos. Inseridos em um contexto que abriga saraus de periferias e a literatura chamada marginal ou periférica, os slams apresentam-se como espaços destinados à expressão e fruição poéticas através da performance e da produção de autores que falam a partir das periferias. Aqui sugerimos, apoiados na revisão a outros autores, a etnografia como prática situada e integradora – de métodos, teorias e vivências – a orientar nosso olhar às batalhas, e a ordenar, interpretando, as peças fragmentárias das performances e/em seus (com)textos.


Texto completo:

PDF

Referências


Autora, 2019.

ABU-LUGHOD, Lila; REGO, Francisco C. V. S. do; DURAZZO, Leandro. A Escrita contra a cultura. Equatorial – Revista do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, v. 5, n. 8, p. 193-226, 23 nov. 2018. Disponível em . Acesso em 30 jan. 2020.

BAUMAN, Richard. BRIGGS, Charles L. Poética e Performance como perspectivas críticas sobre a linguagem e a vida social. Ilha: Revista de antropologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, v. 8, n. 1,2, p. 185-229, 2006. Disponível em . Acesso em 29 mar. 2019.

CALDEIRA, Teresa P. R. A presença do autor e a pós-modernidade em Antropologia. Revista Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, n. 21, p. 133-157, jul. 1988. Disponível em . Acesso em 30 jan. 2020.

CLIFFORD, James. A Experiência Etnográfica – antropologia e literatura no século XX. 3ª edição. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2008. Disponível em . Acesso em 05 fev. 2018.

_____. Spatial Practices: Fieldwork, Travel, and the Disciplining of Anthropology. In: Routes. Travel and Translation in the late Tewntieth Century. Harvard University Press. Cambridge, Massachussets. 1997. p. 185-222, 1997. Disponível em . Acesso em 01 dez. 2019.

_____. Routes. Travel and Translation in the late Tewntieth Century. Harvard University Press. Cambridge, Massachussets. 1997. Disponível em . Acesso em 01 dez. 2019.

COMARROF, Jean; COMARROF, John. Etnografia e imaginação histórica. Revista Proa, Unicamp, Campinas, vol. 1, n. 2, 2010. Disponível em . Acesso em 30 mar. 2019.

DAWSEY, John Cowart. Descrição tensa (Tension-Thick Description): Geertz, Benjamin e performance. Revista de Antropologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 56, n. 2., p. 291-320, 2013. Disponível em . Acesso em 30 mar. 2019.

GEERTZ, Clifford. 2008. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2008. Disponível em < https://monoskop.org/images/3/39/Geertz_Clifford_A_interpretacao_das_culturas.pdf> . Acesso em 30 mar. 2019.

GLAZNER, Gary M. Poetry Slam: The competitive art of performance poetry. San Francisco: Manic D Press, 2000. Ebook.

LUCENA, Cibele Toledo. Beijo de línguas: quando o poeta surdo e o poeta ouvinte se encontram. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em . Acesso em 01 abr. 2019.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbana. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 17, n. 4, p.11-29. São Paulo, junho de 2002. Disponivel em . Acesso em 01 abr. 2019.

MINCHILLO, Carlos Cortez. Poesia ao vivo: algumas implicações políticas e estéticas da cena literária nas quebradas de São Paulo. Estudos de literatura brasileira contemporânea, Brasília (DF), n. 49, p. 127-151, set./dez. 2016. Disponível em . Acesso em 01 abr. 2019.

MIRANDA, Claudia de Azevedo. Aubervilliers e Cooperifa: O olhar pós-urbano da periferia sobre a cidade. Dissertação (Mestrado em Literatura, Cultura e Contemporaneidade) – Departamento de Letras do Centro de Teologia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em < http://www.dbd.puc-rio.br/pergamum/tesesabertas/1311721_2015_completo%20.pdf> . Acesso em 01 abr. 2019.

NEVES, Cynthia Agra de Brito. Slams – letramentos literários de reexistência ao/no mundo contemporâneo. Linha D'Água [Online], São Paulo, v. 30, n. 2, p. 92-112, out. 2017. Disponível em . Acesso em 01 abr. 2019.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso de. O trabalho do Antropólogo: Olhar, Ouvir e Escrever. Revista de Antropologia, v. 39, n. 1, p. 13-37. São Paulo: USP. 6 jun. 1996. Disponível em

. Acesso em 01 abr. 2019.

PEIRANO, Mariza. Etnografia não é método. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 20, n. 42, p. 377-391, jul./dez. 2014 Disponível em . Acesso em 01 abr. 2019.

SANTOS, Elizangela Maria. Literatura e Democratização Cultural: negociações para um novo olhar na contemporaneidade. COLÓQUIO do Grupo de Estudos Literários Contemporâneos: um cosmopolitismo nos trópicos, 3; 100 Anos de Afrânio Coutinho: A crítica literária no Brasil, 2012, Feira de Santana. Anais. Feira de Santana: UEFS, 2012, p. 83-92. Disponível em . Acesso em 05 fev. 2018.

SLAM. In Cambridge Dictionary. Disponível em (http://dictionary.cambridge.org/pt/dicionario/ingles/slam; Acesso em 01 dez. 2019).

SOUZA, Tiago Barbosa. A performance na cantoria nordestina e no slam. Dissertação (Mestrado em Letras) – Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011. Disponível em < http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UFC-7_35d2c45786ff6dff68373d5e06a6aa2f> . Acesso em 01 abr. 2019.

TAYLOR, Diana. The archive and the repertoire. Duke University Press, 2003. Disponível em . Acesso em 01 abr. 2019.

TENNINA, Lucía. Saraus das periferias de São Paulo: poesia entre tragos, silêncios e aplausos. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 42, p. 11-28, jul./dez. 2013.

URIARTE, Urpi Montoya. O que é fazer etnografia para os antropólogos. Ponto Urbe - Revista do núcleo de antropologia urbana da USP, São Paulo, n. 11, p. 1-13, 2012. Disponível em . Acesso em 01 abr. 2019.

VAZ, Sergio. Cooperifa – Antropofagia Periférica. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2008. Disponível em . Acesso em 02 abr. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.