Pesquisa em deslocamento: a antropologia como decalque do presente

Yuri Rosa Neves, Ferdinando Alfonso Armenta Iruretagoyena

Texto completo:

PDF

Referências


AGIER, Michel. 2011. Antropologia da cidade: lugares, situações, movimentos. São Paulo: Editora Terceiro Nome.

ANDERSON, Benedict. 2008. Comunidades Imaginadas. Reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo: Companhia das Letras, pp. 26-70.

CLIFFORD, James. 1992 “Traveling Cultures.” In GROSSBERG, Lawrence; NELSON, Cary; TREICHLER, Paula A (eds): Cultural Studies, pp. 96-116. New York: Routledge,.

________.. 1998. “Sobre a autoridade etnográfica.” In GONÇALVES, José Reginaldo Santos (eds): A experiência etnográfica: antropologia e literatura no século XX, pp. 17-63. Rio de Janeiro: Editora UFRJ.

G1 RIO. Governo do RJ confirma a primeira morte por coronavírus. Globo, Rio de Janeiro, 19 de março de 2020. Disponível em: . Acesso em: 10 de abril de 2020.

MARCUS, George E. 2001 [1995]. Etnografía em/del sistema mundo. El surgimento de la etnografía multilocal. Alteridades, 11 (22):111-127

MITCHELL, Timothy. 2006. “Society, Economy and the State Effect”. In SHARMA, Aradhana & GUPTA, Akhil: The Anthropology of the State: a reader, pp. 169-183. Oxford: Blackwell Publishing.

SHELLER, Mimi & URRY, John. The new mobilities paradigm. Environment and Planning A. 38 (2):207-226.

TONIOL, Rodrigo. Além do vírus: Não há pandemia sem Estado. Estadão, 23 de março de 2020. Disponível em: . Acesso em: 10 de abril de 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.