Micropolítica do cuidado de uma usuária com câncer de mama

Durval Diniz Raimundo, Fátima Teresinha Scarparo Cunha, Pedro Fredemir Palha, Enirtes Caetano Prates Melo

Resumo


RESUMO

Objetivo: investigar a trajetória de uma usuária com câncer de mama cuidada por uma equipe de Saúde da Família e por profissionais de um Hospital de Assistência Especializada. Método: trata-se de estudo qualitativo, exploratório e retrospectivo, do tipo estudo de caso. Realizaram-se entrevistas com a usuária, quatro enfermeiros e um médico que atuam na Estratégia Saúde da Família e um enfermeiro da Assistência Especializada. Apresentou-se o estudo de caso de forma descritiva. Resultados: evidenciou-se que, na comunicação entre os profissionais na rede de cuidado, os sentidos produzidos nas falas geram confrontos e, ao regularem a trajetória da usuária no interior do Sistema Único de Saúde (SUS), produzem assujeitamento. Conclusão: observou-se que as atividades que caracterizam a prática de cuidado em redes, no que se refere ao câncer de mama, não se articulam com os fluxos instituídos no Sistema de Atenção à Saúde e a usuária demonstrou resistência no seu caminhar-peregrinação pelas redes de serviços. Descritores: Política de Saúde; Assistência Integral à Saúde; Acesso aos Serviços de Saúde; Tecnologia Biomédica; Atitude Frente à Saúde; Acolhimento.

ABSTRACT

Objective: to investigate the trajectory of a breast cancer patient cared for by a Family Health team and by professionals from a Hospital for Specialized Care. Method: this is a qualitative, exploratory and retrospective study of the case study type. Interviews were conducted with the client, four nurses and one physician who work in the Family Health Strategy and one nurse in Specialized Care. The case study was presented in a descriptive way. Results: it was evidenced that, in the communication between the professionals in the care network, the senses produced in the statements generate confrontations and, when regulating the user's trajectory within the Unified Health System (UHS), produce assembling. Conclusion: it was observed that the activities that characterize the practice of care in networks, in relation to breast cancer, are not articulated with the flows established in the Health Care System and the user has shown resistance in her walk-pilgrimage through the networks of services. Descriptors: Health Policy; Comprehensive Health Care; Health Services Accessibilit; Biomedical Technology; Attitude to Health; User Embracement.

RESUMEN

Objetivo: investigar la trayectoria de una usuaria con cáncer de mama cuidada por un equipo de Salud de la Familia y por profesionales de un Hospital de Asistencia Especializada. Método: se trata de un estudio cualitativo, exploratorio y retrospectivo, del tipo estudio de caso. Se realizaron entrevistas con la usuaria, cuatro enfermeros y un médico que actúan en la Estrategia Salud de la Familia y un enfermero de la Asistencia Especializada. Se presentó el estudio de caso de forma descriptiva. Resultados: se evidenció que, en la comunicación entre los profesionales en la red de cuidado, los sentidos producidos en las conversaciones generan enfrentamientos y, al regular la trayectoria de la usuaria en el interior del Sistema Único de Salud (SUS), producen sujeción. Conclusión: se observó que las actividades que caracterizan la práctica de cuidado en redes, en lo que se refiere al cáncer de mama, no se articulan con los flujos instituidos en el Sistema de Atención a la Salud y la usuaria demostró resistencia en su caminar-peregrinación por las redes de servicios. Descriptores: Política de Salud; Atención Integral de Salud; Accesibilidad a los Servicios de Salud; Tecnología Biomédica; Actitude Frente a la Salud; Acogimiento.


Palavras-chave


Política de saúde; Assistência integral à saúde; Acesso aos serviços de saúde; Tecnologia Biomédica; Atitude frente a saúde; Acolhimento

Texto completo:

PDF (English) PDF

Referências


Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria n. 12.732, de 22 de novembro de 2012. Dispõe sobre o primeiro tratamento de paciente com neoplasia maligna comprovada e estabelece prazo para seu tratamento [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2012 [cited 2014 Mar 08]. Available from: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12732.htm

Bushatsky M, Barros MBSC, Cabral LR, Cabral JR, Bezerra JRS, Figueira Filho ASS. Breast cancer: prevention actions in the family health strategy. J res fudam care. 2014 Apr/June; 6 (2): 663-75. Doi: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2014.v6i2.663-675

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Portaria GM/MS n. 26, de 12 de junho de 2015. Aprova os requisitos para submissão e análise de proposta de incorporação, alteração ou exclusão de tecnologia em saúde no SUS, por iniciativa do Ministério da Saúde e de Secretarias de Saúde dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal. [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2015 [cited 2018 May 15]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sctie/2015/prt0026_12_06_2015.html

Oshiro ML, Bergmann A, Silva RG, Costa KC, Travaim IEB, Silva GB, Thuler LCS. Advanced breast cancer as a sentinel event for the evaluation of the breast cancer early detection program in the midwest of Brazil. Rev Bras Cancerol [Internet]. 2014 [cited 2014 Mar 17]; 60 (1):15-23. Available from: http://www.inca.gov.br/rbc/index.asp?conteudo=n_60/v01/sumario.asp&volume=60&numero=1.

Ministério da Saúde (BR), Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Ações de enfermagem para o controle do câncer: uma proposta de integração ensino-serviço [Internet]. 3rd ed. Rio de Janeiro: INCA; 2008 [cited 2018 June 18]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/acoes_enfermagem_controle_cancer.pdf

Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria n. 874, de 16 de maio de 2013. Institui a política nacional para a prevenção e controle do câncer na rede de atenção à saúde das pessoas com doenças crônicas no âmbito do sistema único de saúde (SUS) [Internet]. Brasilía: Ministério da Saúde; 2013 [cited 2014 Mar 17]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0874_16_05_2013.html

Gomes LB. A atual configuração política dos médicos brasileiros: uma análise das entidades médicas nacionais e do movimento médico que operou fora delas [thesis] [Internet]. Rio de Janeiro: UFRJ; 2016 [cited 2018 June 18]. Available from: https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=forums&srcid=MDkyNTc0NDQwNzE3NzkzNDU4NDIBMTY1NTkyMzA0NTk1Nzg4ODczNDABeW9RX0hMbVBCd0FKATAuMQEBdjI&authuser=0

Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria n. 95, de 26 de janeiro de 2001. Dispõe sobre os princípios do sistema único de saúde de universalidade do acesso e de integralidade da atenção [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2001 [cited 2016 Nov 23]. www.ucg.br/ucg/institutos/nepss/arq_doc/noas_sus2001.pdf

Merhy EE. Effects over the invitation to build a common space among health planning and management policymakers in Brazil. Ciênc Saúde Coletiva. 2010; 15(5):2275-84. Doi: https://doi.org/10.1590/1413-81232010155.11302015

Merhy EE, Onocko R, organizadores. Agir em saúde: um desafio para o público. 2nd ed. São Paulo: Hucitec; 2006.

Schwartz MP, Sá SPC. Educational action of the nurse in preoperative of making stoma bowel: an integrative review. J Nurs UFPE On line. 2013 Oct;7(10):6233-7. Doi: 10.5205/reuol.4397-36888-6-ED.0710esp201323

Ministério da Saúde (BR), Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466 de 12 de dezembro de 2012: diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2012 [cited 2018 Feb 18]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Yin RK. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4th ed. Porto Alegre: Bookman; 2010.

Nogueira-Martins MCF, Bógus CM. Considerations on qualitative research as a mean to study health humanization actions. Saúde Soc. 2004 Sept/Dec; 13(3):44-57. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902004000300006

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2011.

Sonobe HM, Buetto LS, Zago MMF. Cancer patients’ knowledge about their legal rights. Rev Esc Enferm USP. 2011 Apr; 45(2):342-8. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000200006

Silva Sobrinho HF. Análise do discurso e a insuportável luta de classes na teoria e na prática. In: Tfouni LV, Monte-Serrat DM, Chiartetti P. organizadores. A análise do discurso e suas interfaces. São Carlos: Pedro e João Editores; 2011. p. 17-40.

Lei nº. 12.732 de 22 de novembro de 2012 (BR). Dispõe sobre o primeiro tratamento de paciente com neoplasia maligna comprovada e estabelece prazo para seu início. Diário Oficial da União [Internet]. 2012 Nov 22 [cited 2018 Apr 15]. Available from: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12732.htm

Raimundi DM, Ferreira FF, Lima FCA, Siqueira VCA. Analysis of family clinical, vision of service nurses. Rev esc enferm USP. 2016 June; 50 (Spe):130-8. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420160000300019.

a20. Smeltzer CS, Bare GB. Tratado de enfermagem médico-cirúrgica – Brunner Suddarth. 12nd ed. Rio de Janeiro: Guarnabara Koogan; 2011.

Mattos RA, Baptista TWF. Caminhos para análise das políticas de saúde [Internet]. Porto Alegre: Rede Reunida; 2015 [cited 2018 May 05]. Available from: http://historico.redeunida.org.br/editora/biblioteca-digital/serie-interlocucoes-praticas-experiencias-e-pesquisas-em-saude/caminhos-para-analise-das-politicas-de-saude-pdf




DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i11a237533p2969-2977-2018



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

 doajPeriódicoscapes

bvs elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios