Knowledge and practice of communitarian health agents on health promotion

Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto, Kelvya Abreu Silva

Resumo


ABSTRACT

Objective: to analyze the practice and knowledge of the communitarian health agents – CHAs, in the perspective of the health promotion concept; to identify the facilities and difficulties experienced by the CHAs for the development of actions in health promotion. Methodology: this is an exploratory-descriptive study carried out from June to August 2008, with fourteen CHAs in Sobral city/Ceará, using to obtain information’s a questionnaire. Ethical aspects were respected recommended by Resolution Nº 196/1996, and was approved by the Ethics in Research of the Universidade Estadual do Vale do Acaraú/UVA (number registration 681/2008). Results: from the conceptions of health promotion emerged the categories: health promotion as sickness prevention; community training; and making community access to the health services viable. The health promotion actions developed by the CHAs were centered in work with groups and the development of community activities, like walks, gymnastics and education in health. Within the facilities to develop health promotion actions, the nurses are considered collaborating professionals. The main difficulty presented was the inexistence of some professionals on the team. Conclusion: the study shows the importance that CHAs have for the execution of health promotion as a strategy for work in health. Descriptors: primary health care; family health program; health promotion.

RESUMO

Objetivo: analisar as práticas e saberes dos ACS, na perspectiva do conceito de promoção da saúde; identificar as facilidades e dificuldades vivenciadas pelos ACS para o desenvolvimento de ações de promoção da saúde. Metodologia: pesquisa exploratório-descritiva, realizada no período de junho a agosto de 2008, com quatorze ACS d acidade de Sobral – Ceará, utilizando como instrumento para coleta de dados um questionário. Foram respeitados os aspectos éticos preconizados pela Resolução Nº 196/1996, sendo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Vale do Acaraú/UVA, mediante parecer consubstanciado 681/2008. Resultados: das concepções de promoção da saúde, emergiram as categorias: promoção da saúde como prevenção de doenças; como capacitação da comunidade; e viabilização do acesso da comunidade aos serviços de saúde. As ações de promoção da saúde desenvolvidas pelos ACS centram-se nos trabalhos com grupos em desenvolvimento de atividades comunitárias, como caminhadas, ginástica e educação em saúde. Nas facilidades para desenvolver ações de promoção da saúde, as enfermeiras são consideradas profissionais colaboradoras. A principal dificuldade apresentada foi a inexistência de alguns profissionais na equipe. Conclusão: O estudo mostra a importância que o ACS possui para a efetivação da promoção da saúde como estratégia para o trabalho em saúde. Descritores: atenção primária à saúde; programa saúde da família; promoção da saúde.

RESUMEN

Objetivo: analizar las prácticas y conocimientos de los ACS, desde la perspectiva del concepto de promoción de la salud; identificar las facilidades y dificultades vividas por los ACS para el desarrollo de acciones de promoción de la salud. Metodología: Investigación exploratoria-descriptiva, realizada entre junio y agosto de 2008, con catorce ACS, Sobral – Ceará, utilizando un cuestionario de recogida de datos. Os aspectos éticos fueron respetados recomendado por la Resolución Nº 196/1996, y fue aprobado por la Comisión de Ética en la Investigación de la Universidade Estadual do Vale do Acaraú/UVA, con el numero del protocolo 681/2008. Resultados: de las concepciones de promoción de la salud surgieron las categorías: promoción de la salud como prevención de enfermedades; como capacitación de la comunidad; y viabilización del acceso de la comunidad a los servicios de salud. Las acciones de promoción de la salud desarrolladas por los ACS se centran en los trabajos con grupos y el desarrollo de actividades comunitarias, como caminatas, gimnasia y educación salud. Entre las facilidades para desarrollar acciones de promoción de la salud, las enfermeras son consideradas profesionales colaboradoras. La principal dificultad presentada fue la inexistencia de algunos profesionales en el equipo. Conclusión: El estudio muestra la importancia que tiene el ACS para hacer efectiva la promoción de la salud como estrategia para el trabajo en salud. Descriptores: atención primaria a la salud; programa salud de la familia; promoción de la salud.


Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde; Programa Saúde da Família; Promoção da Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5205/reuol.1302-9310-2-LE.0505201110



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

 doajPeriódicoscapes

bvs elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios