TRANSFORMAÇÕES SOCIOESPACIAS DAS CIDADES MÉDIAS CEARENSES

Virginia Célia Cavalcanti Holanda

Resumo


A pesquisa tem como objeto o estudo das Cidades Médias Cearenses e vincula-se às nossas inquietações e conseqüente necessidade de se refletir sobre as características e significados do urbano no contexto da reestruturação da economia, da política e da sociedade no Estado do Ceará, tendo como marco temporal as três últimas décadas. Juazeiro do Norte, Crato, Sobral e Iguatu são cidades tradicionais, consideradas sub-centros e centros de segundo nível na rede urbana conforme classificação do IBGE e dos órgãos de planejamento locais. A dinâmica verificada nas Cidades Médias, não obstante o poder centralizador da metrópole Fortaleza, deve-se tanto à condição que assumiram no processo histórico de formação do sistema de cidade quanto às transformações econômicas, políticas e sociais vivenciadas na sociedade cearense como um todo e no âmbito nacional e global. Estes centros urbanos tornaram-se, nos últimos anos, não só mais atrativos para o desenvolvimento de atividades produtivas como também para as populações migrantes procedentes  do meio rural e de cidades menores elevando-se assim as taxas de Urbanização. Políticas públicas voltadas para a educação, saúde e os investimentos econômicos, sobretudo industriais, contribuíram para alterar o perfil destas cidades reforçando a importância que assumiram na rede urbana cearense desde os tempos coloniais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES