A REDE DE PODER DO TRANSPORTE COLETIVO DE MARINGÁ - PR

Rodrigo Vilas Boas de Souza, Márcia da Silva

Resumo


O presente artigo apresenta os resultados de uma dissertação de mestrado que pesquisou como os grupos político-econômicos em Maringá se relacionam em rede quando o contexto é o transporte coletivo, com a finalidade de compreender quais são os interesses desses grupos na elaboração de políticas públicas para o serviço. Assim, utilizamos a metodologia de redes sociais de Alejandro e Norman (2005), a qual permitiu analisar a rede em três elementos: centralidade, intermediação e proximidade. Como resultado, constatou-se que alguns grupos detêm o poder de controlar outros atores/grupos para fazer permanecer seus interesses, como a Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM) conjunta ao Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (CODEM), a empresa Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC), a Prefeitura Municipal de Maringá e a Câmara Municipal de Maringá. Por isso, a rede é denominada como rede de poder, pois esses grupos político-econômicos são os que direcionam as políticas públicas em benefício próprio.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES