A CONTRIBUIÇÃO DA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL

Adriane Amazonas da Silva Aragão, Fredson Murilo da Silva

Resumo


O debate sobre a formação dos professores da educação brasileira intensificou-se desde o final da década de 1970 procurando estabelecer o melhor nível de ensino (CARVALHO; GIL-PEREZ, 2011). De acordo com Abrucio (2016), a profissionalização dos docentes em formação é precária e mal organizada no Brasil. O autor argumenta que os professores iniciantes deveriam passar por um processo de profissionalização antes de assumir uma sala como docente através de atividades práticas como a Residência Pedagógica. Quando pensamos na formação docente, a Residência Pedagógica (RP) aparece como uma estratégia de suma importância pois é um ensaio para vivências nos ambientes escolares, possibilitando os licenciandos a repensarem sua prática e analisar o seu perfil como educador. A RP têm como princípio a formação através da imersão por um período de tempo ininterrupto na prática cotidiana da rede pública para melhor compreensão da realidade escolar, a aplicação dos conhecimentos adquiridos na universidade e desenvolvimento da carreira docente, onde os residentes possam participar de vivências sistemáticas e temporárias nas práticas pedagógicas, acompanhados pela orientação do docente da universidade e de professores e gestores das escolas-campo, construindo uma formação complementar em questões de ensino e aprendizagem da área ou de disciplinas e em aspectos da vida escolar. O presente artigo tem como objetivo socializar as contribuições da RP na formação docente inicial desenvolvido por dez residentes, estudantes da licenciatura em Ciências Biológicas/UFPE

Texto completo:

PDF

Referências


ABRUCIO, F.L. Formação de professores no Brasil: diagnóstico, agenda de políticas e estratégias para a mudança. São Paulo: Moderna, 2016.

CARVALHO, A.M.P; GIL-PÉREZ. Formação dos Professores de Ciências Tendências e Inovações. São Paulo: Cortez, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)