A ESCOLA PÚBLICA E SEUS PROFESSORES NAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DOS CENTROS DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E BIOCIÊNCIAS DA UFPE

Alanna Tuylla Dantas Figueiredo, Laêda Bezerra Machado

Resumo


Resultados de uma pesquisa anterior acerca das representações sociais da profissão docente com professores de escola púbica indicaram o sucesso do aluno como elemento forte dessas representações. Assim, esta investigação procura identificar o núcleo central das representações sociais de “professor de escola pública” e “escola pública” construídas por estudantes das áreas de Saúde e Biociências da UFPE, destacando os elementos normativos e funcionais desse núcleo.  Como referencial teórico, adotamos a Teoria das Representações Sociais, na vertente estrutural, protagonizada por J. C. Abric. Representações sociais são explicações, pensamentos e ideias que possibilitam evocar acontecimentos, pessoas ou objetos. Conforme essa abordagem, a representação é um sistema sociocognitivo estruturado composto por dois subsistemas: o núcleo central e o sistema periférico. Apresenta aspectos normativos, que se relacionam às normas, ao conjunto de valores de um grupo; e aspectos funcionais, que se referem às práticas cotidianas dos sujeitos

Texto completo:

PDF

Referências


ABRIC, Jean Claude. A abordagem estrutural das Representações Sociais. In: MOREIRA, A. S. P;

OLIVEIRA, D. Cde. Estudos interdisciplinares de representação social. Goiânia-GO: Editora AB, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)