A PRESENÇA DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA NO CARNAVAL DE PERNAMBUCO

Irene Kessia das Mercês do Nascimento, Renildes de Jesus Silva de Oliveira, Cláudia Vicente da da Silva

Resumo


O Trabalho é caracterizado como um relato de experiência que foi desenvolvido a partir de um projeto didático pedagógico, realizado no grupo 5 da educação infantil no ano de 2019, na rede municipal de ensino de Olinda, no período que antecede o carnaval. No referido projeto, foram implementadas atividades relativas à cultura Afro-brasileira presente no carnaval de Pernambuco como frevo, maracatu e máscaras de origem africana. A finalidade dessas vivências foi contemplar o que está exposto na Lei 10.639/03 em relação às expressões culturais negras, que é seu reconhecimento, visibilidade e valorização no âmbito da escola, a fim de combater o racismo. O projeto também propôs-se a mostrar aos alunos da educação infantil a presença da cultura africana no carnaval de Pernambuco.

Texto completo:

PDF

Referências


CAVALLEIRO, Eliane dos Santos: Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação na educação infantil. 6.ed. São Paulo: Contexto, 2010.

GOMES, Nilma Lino. Porque ensinar relações étnico- raciais e história da África nas salas de aula? Blog Ensaios de Gêneros. SN. 2014. Disponível em: https://www.geledes.org.br/por-que-ensinar-relacoes-etnico-raciais-e-historia-da-africa-nas-salas-de-aula/


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)