O DIÁLOGO COMO INSTRUMENTO DE PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA NA PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA NO ÂMBITO ESCOLAR

Joseane Marques da Silva, Fernanda da Costa G. Carvalho

Resumo


O objetivo deste nosso trabalho é analisar como as práticas político-pedagógicas democráticas, podem diminuir ou erradicar a violência em uma escola pública da rede municipal da cidade de Recife, tendo o diálogo como instrumento norteador na construção de regras de convivência social/ educacional no espaço escolar. Conforme Priotto (2008, p.108), há uma “necessidade de diminuir conflitos e buscar mais compreensão, mais escuta, requerendo mudanças de atitudes, promovendo educação enquanto dialógica do aprender a aprender diariamente”. Para isso é preciso que se tenha uma participação efetiva de todos os segmentos da comunidade escolar, procurando entender as ações violentas nesse espaço, buscando possíveis relações dentro e fora do contexto escolar. Assim, pretendemos analisar alternativas possíveis para a superação desse problema. Com isso, entende-se que se incentivarmos o diálogo, construindo na escola, em sala de aula um contexto democrático, poderemos diminuir as práticas de violência registradas no cotidiano da escola pública municipal em que vamos realizar a coleta de dados. 

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, Miriam; RUA, Maria das Graças. Violência nas escolas. Brasília: UNESCO, Instituto Ayrton Senna, Unaids, Banco Mundial, Usaid, Fundação Ford, Consed, Undime, 2002.

COLOMBIER, Claire; MANGEL, Gilbert; PERDRIAULT, Marguerite. A violência na escola, São Paulo, Ed.Summus, 1989.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)