ANIMAIS EM SUA NATUREZA: um estudo de caso acerca das atitudes públicas em relação a animais, modificação genética e ‘natureza’

Phil Macnaghten

Resumo


Este artigo procura engajar-se nos debates contemporâneos sobre animais geneticamente modificados (GM) nas dimensões social e ética. As abordagens e as abordagens éticas da política dominante são criticadas por não conseguirem conciliar totalmente alguns dos campos de interesse mais importantes. Apoiando-se em dados empíricos primários que enfatizam relações consolidadas com animais, o artigo analisa como as pessoas manifestam preocupação ética para com animais GM e qual a compreensão que têm das continuidades e descontinuidades entre animais GM e aqueles determinados pelas práticas convencionais de criação seletiva. Os resultados sugerem que animais GM são potencialmente um assunto polêmico, especialmente no domínio dos testes, devido à forma como estes simbolizam e expressam as tensões fundamentais entre as abordagens “moral” e “instrumental” com respeito a animais. O artigo conclui que as pessoas rejeitam animais GM como algo “contra a natureza” e que essas preocupações refletem um desconforto maior quanto à ciência, à modernidade tecnológica e sobre hubris.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427